LOGO UOL HOST

Receba por e-mail as novidades e publicações da Academia UOL HOST

10 detalhes que farão com que o cliente conclua a compra no seu site

O fantasma que assombra os donos de lojas virtuais tem nome e sobrenome: abandono de carrinho.  Não tem pesadelo maior do que saber que clientes entraram em sua loja, escolheram produtos para levar, mas, na hora de finalizar a compra, desistiram.



De acordo com estudo da consultoria Invesp, a taxa de abandono de carrinhos chega a 65,23%. Sim, isso significa que mais de metade dos visitantes da sua loja saem de mãos abanando.

"Perder um cliente no meio do processo de compra é custoso para quem tem uma loja virtual. É um investimento em divulgação jogado fora", diz Marcelo Varon, gerente de marketing do UOL HOST.

Como evitar que as desistências aconteçam? O segredo está nos detalhes. Fique de olho neles e aumente sua taxa de conversão.

Neste texto, você irá encontrar as seguintes dicas, que irão ajudá-lo a aumentar o número de vendas:

1 - Previna falhas técnicas
2 - Elimine a burocracia
3 - Explique por que você precisa dos dados
4 - Detalhe os passos da compra
5 - Ofereça várias opções de pagamento
6 - Não esvazie o carrinho depressa demais
7 - Providencie reviews
8 - Mostre que sua loja é segura
9 - Deixe claro o prazo de entrega
10 - Mostre a foto do produto dentro do carrinho

A seguir, você confere cada uma delas:

1 - Previna falhas técnicas

 

 


E se na hora do check-out o site sai do ar ou então apresenta um erro inesperado? A resposta é óbvia: o cliente vai deixar as compras de lado e sair da loja. 

Certifique-se periodicamente de que seu sistema está rodando direitinho e de que estas surpresas desagradáveis não irão acontecer. 

Faça uma checagem da primeira etapa de uma compra até a última, verificando os seguintes pontos:

- Velocidade do carregamento das páginas (quanto mais rápido, melhor)
- Links mal direcionados ou “quebrados”
- Navegação pelas categorias e produtos
- Formulários de contato e cadastro
- Inclusão de produtos no carrinho
- Integração com os sistemas de pagamento 

Dica extra: Aprenda a fazer uma página de produtos vendedora e aumente ainda mais as chances de conversão.

2 - Elimine a burocracia

 

 

 

 




Formulários de cadastro muito extensos antes da conclusão da compra também podem desanimar o cliente. Vá direto ao ponto e pergunte só o necessário para efetivar a transação com segurança.

Veja o cadastro da Amazon Brasil. Simples, não pede números de documentos, que muitas vezes as pessoas não têm a mão, nem sabem de cor, o que acaba levando-as a desistir.
 



 

Dica extra: Posteriormente, você pode (e deve) fazer mais perguntas, a fim de entender os gostos e preferências do seu consumidor para segmentar ofertas e ações. Mas esses dados devem ser coletados depois que a compra já foi realizada, em um segundo ou terceiro contato. Veja quais são as maneiras de conhecer melhor o seu cliente.

3 - Explique por que você precisa dos dados

 

 

 

 

 


Muitos clientes se perguntam por que a loja está pedindo certos dados. Justifique a necessidade da informação ou corte-a do seu formulário. Como já dissemos, quanto menos burocracia, melhor.

É importante, também, você ter uma política de privacidade garantindo a confidencialidade desses dados cadastrados. Aproveite para pedir autorização para o uso do e-mail para ações de marketing.

Dica extra: Ter dados dos seus clientes é sempre útil, mas você sabe quando e como você pode utilizá-los? Leia esse artigo para descobrir!

4 - Detalhe os passos da compra

 

 

 

 

 



Mostre ao cliente quantas etapas ainda restam até a finalização do pedido. Sem esta informações, ele pode ficar impaciente. 

Se possível, crie uma linha do tempo mostrando por onde ele passou, onde se encontra e o que ele ainda irá passar. Essa dimensão é importante para que o usuário não fique “perdido no tempo”.

A loja Nutricaps enumera todas as etapas de um pedido e permite que o cliente volte em cada uma delas para editá-la, se for preciso.


Dica extra: Quer aumentar ainda mais as chances de vender? Então, confira se sua loja está com os “4 Ps” em dia. 

5 - Ofereça várias opções de pagamento

 

 

 




Deixe claro, desde o primeiro passo, quais são os meios de pagamento aceitos (e procure facilitar a vida do cliente, disponibilizando mais de uma opção). Segundo dados do Instituto Datafolha, metade dos consumidores de classe C não possuem cartão de crédito. 

E essa é uma fatia importante de compradores virtuais, haja vista que, somente em 2013,  58,62% das pessoas que fizeram sua primeira compra pela internet pertencem a essa camada.

Os boletos bancários são os preferidos de 20% dos internautas ao comprar pela web, segundo informações do Banco do Brasil. Portanto, se não quer perder clientes, o melhor que tem a fazer é aceitar o maior número possível de formas de pagamento. 

Dica extra: Com bolso, não se brinca! Quer saber como não pecar nessa etapa de pagamento? Veja alguns cuidados que é preciso ter.

6 - Não esvazie o carrinho depressa demais

 

 

 




Dê tempo ao cliente de passear pela loja, apreciar os produtos e tomar sua decisão com calma. 

Algumas lojas colocam um prazo muito curto para que o carrinho se esvazie sozinho. Quando isso acontece, o cliente que ainda estava escolhendo mais itens pode ficar com preguiça de procurar tudo de novo e abandonar a compra.

Dica extra: Não quer que o cliente abandone o carrinho? Então, veja os principais motivos que os levam a fazer isso, e não deixe acontecer em sua loja!

7 - Providencie Reviews 
 

 



Os reviews sobre sua loja e seus produtos podem ser aquele empurrãozinho que faltava para o cliente concluir a operação. 

Segundo estudo da agência global especializada em marketing e relações públicas Weber Shandwick 63% dos consumidores são mais propensos a comprar em um site que tem classificações de produtos feitas pelos clientes. 

Eles funcionam como uma prova de que seu e-commerce é transparente e respeita a opinião de seus usuários. Certifique-se de ter avaliações positivas.

O Submarino, por exemplo, possibilita que o cliente avalie com estrelas ou com resenha. E, ainda, promove a interação entre os consumidores, permitindo que as avaliações sejam votadas e comentada por outros compradores.



Dica extra: Quer saber como conquistar essas opiniões positivas? Aqui tem o caminho das pedras.

8 - Mostre que sua loja é segura

 

 

 

 




Se o cliente ficar em dúvida se seu site é realmente seguro, ele não vai concluir a compra. Mostre que seu site é confiável, para isso, certifique-se de estar de acordo com os itens a seguir:

- Exiba no seu site selos e certificados de segurança, como o selo do PagSeguro. Esse garante aos clientes que o pagamento será processado com segurança.

- Utilize https no endereço. Se você tem uma Loja Virtual do UOL Host, não se preocupe. O “http” vira “https" automaticamente .

- Garanta ao cliente que os dados dele serão armazenados em segurança e que não serão utilizados para fins indevidos.

- Na página do checkout, deixe as informações sobre sua loja no rodapé (CNPJ e dados de contato). É importante passar confiança no passo final da compra.

- Crie e exponha uma política de privacidade. Existem modelos na internet e sites que ajudam a construir sua política gratuitamente, como o Privacy Policy Generation.

Dica extra: Expor os dados da sua empresa no site não só ajuda a aumentar a confiança do cliente, como, também, é uma obrigação a ser cumprida. Esse foi um dos itens trazidos à tona pelas novas regras do comércio eletrônico. Fique por dentro das exigências para não se dar mal por bobeira.

9 - Deixe claro o prazo de entrega

 

 

 

 




Vai demorar para chegar? Esta questão deve ser respondida de cara. Dê ao cliente a possibilidade de calcular o frete e descobrir o prazo de entrega antes de concluir a compra.

Esse é um dos principais fatores decisivos de compra, dados da ComScore mostram que 23% dos consumidores levam em consideração o valor do frete antes de comprar.

Dica extra: Essa mesma pesquisa aponta, também, que 73% dos consumidores classificam o frete grátis como melhor atributo de uma loja. Portanto, cogitar essa possibilidade pode ser uma boa para impulsionar vendas. Veja algumas dicas para investir nessa facilidade.

10 - Mostre a foto do produto dentro do carrinho

 

 

 

 

 


Antes de pagar, o cliente quer ter certeza de que está levando aquilo que realmente quer. Exiba miniaturas das imagens dos produtos escolhidos na tela do check-out para não restar nenhuma dúvida.

Além disso, permita que ele remova produtos, não só nessa etapa, mas a qualquer momento, de forma simples. Como com um clique em um botão de “x”, ou na imagem de uma lixeira, por exemplo.

Veja o exemplo do WallMart. Além de cumprir os requisitos citados acima, ele oferece também a possibilidade de inclusão de códigos de desconto ou de vale-presente. Se esse também for o caso de sua loja, disponibilize a opção nessa etapa. Assim, o cliente já sabe o valor que irá pagar, de fato, antes de concluir a compra.

Dica extra: Vendeu? Ótimo, mas o esforço não para por aí. Essa tem que ser apenas a primeira compra de um cliente que se tornará recorrente. Veja algumas dicas para fidelizar seus clientes.

 

Que tal fazer uma checagem na sua loja para ver se está tudo em ordem?