LOGO UOL HOST

Receba por e-mail as novidades e publicações da Academia UOL HOST

Foi demitido? Aproveite a oportunidade para começar seu próprio negócio

Aproveite o momento para empreender. Saiba como!

Em tempos de crise econômica, o número de demissões assusta. Segundo o IBGE, a taxa de desemprego chegou a 13,3% até maio de 2017 e já atinge mais de 13,8 milhões de brasileiros.

Se você, infelizmente, perdeu seu emprego e faz parte dessa estatística, pode encarar esse momento como uma oportunidade para começar o tão sonhado negócio próprio.

Foi o que aconteceu com Carol Targino. Depois de perder seu emprego como rádio-operadora em uma plataforma de petróleo, a empreendedora transformou sua paixão em profissão, criando a Art Fulô, que vende artigos de decoração e jardinagem artesanais e ecológicos.

“No começo foi um susto, mas depois aceitei e passei a enxergar como oportunidade. A internet é o meio mais econômico para empreender, e nos leva a vários lugares do Brasil e do mundo. Foi a melhor forma que encontrei para começar a divulgar meus produtos”, conta a empreendedora.

E ela foi pelo caminho certo. Começar com um negócio online é a melhor alternativa neste momento. Em um empreendimento na internet é possível economizar com locação, reforma de ponto comercial, contratação de funcionários e equipamentos – afinal, é possível operar o negócio em sua própria casa, sozinho e utilizando apenas um computador.

“Em geral, os investimentos online são menos intensivos em capital do que seus equivalentes offline, o que permite crescer mais rápido e com menos diluição acionária”, aponta Antônio Carlos Soares, consultor de negócios e cofundador do Runrun.it.

bannerebookprimeiraloja-1474486322849_600x150.png (600×150)

Espera-se que o mercado online continue com um bom desempenho, mesmo com a fragilidade econômica.

“Mesmo com previsão de encolhimento (ou aumento muito pequeno) do faturamento na maioria dos setores empresariais e do PIB, abrir um canal de vendas pela internet pode ser um investimento bem interessante neste momento”, pontua Jairo Lobo Migues, consultor do Sebrae-SP.

Convencido de que nem tudo está perdido e de que este momento pode ser o ideal para tirar sua ideia do papel? Então confira algumas dicas para fazer isso de forma segura e positiva.

Esteja preparado para enfrentar obstáculos

Engana-se quem acha que ter o próprio negócio seja sinônimo de trabalhar menos. A empreitada requer conhecimento, capacitação e muita atitude. Investir em uma loja virtual, ou em qualquer outra forma de empreendimento, pode, sim, ser bastante rentável. Mas o início de qualquer negócio, especialmente em um cenário econômico instável, não é fácil.

⇒ Leia também: 10 cursos gratuitos para quem quer começar um negócio (e não sabe por onde)

“É preciso ser paciente, persistente e resiliente. Muita coisa pode dar errado e muita gente vai te falar para desistir. Quem conseguir enfrentar essa crise, provavelmente, não se abalará com outras dificuldades. Então economize no que puder e cerque-se de talentos”, ressalta Soares.

Acreditar no potencial da sua ideia é fundamental para levar o empreendimento em frente e encontrar o sucesso!

Saiba como aplicar o seu dinheiro

Utilizar as economias para dar o pontapé inicial no novo empreendimento é uma escolha coerente, porém é necessário que a aplicação seja feita com cuidado para que não acabe deixando você no prejuízo.

“Primeiro, se decidiu usar o dinheiro da rescisão do trabalho para abrir um negócio, ponha esse dinheiro em alguma aplicação rentável até o momento do investimento”, aconselha Ruy Barros, consultor do Sebrae-SP.

Além disso, atente-se para outras obrigações que podem exigir parte desse dinheiro, como despesas pessoais ou familiares. Não invista toda a grana de uma vez só!

“Por meio de um planejamento eficaz, o futuro empreendedor consegue visualizar os investimentos e quanto do dinheiro poderá dispor em um novo negócio, e, principalmente, em que momento vai dispor desse dinheiro”, completa o consultor.

Planejamento é a alma do negócio

O financeiro não é o único ponto que precisa estar bem alinhado na organização de um novo empreendimento. Cada passo deve ser planejado com atenção para ter estratégias bem afinadas e um modelo de negócio funcional e passível de sobreviver em mudanças de cenário.

Será necessário estudar os clientes, concorrentes, fornecedores, mix de produtos, preços a praticar, investimentos a realizar, gastos, estimativa de faturamento, abrangência das vendas.

Para colocar o plano no papel e visualizar as possibilidades de forma bastante clara, os consultores recomendam a mesma metodologia: o Business Model Canvas.

“Com esta ferramenta, o futuro gestor conseguirá montar sua ideia no papel de forma simples e ver sua viabilidade. Isso o ajudará no momento mais importante do negócio, que é a decisão de empreender”, conta Barros.

Foco nas particularidades do mundo online

Embora o cuidado com o planejamento de um negócio digital seja semelhante ao dos empreendimentos tradicionais, as especificidades existem e precisam ser lembradas!

Existem algumas particularidades que não estão presentes no mundo físico e que precisam ser incorporadas aos estudos e ao planejamento de um empreendimento online, tais como: registro do domínio, provedor de hospedagem do site, contratação da plataforma de e-commerce, meios de pagamento online, canais de atendimento ao cliente específico, divulgação específica etc.

⇒ O UOL HOST tem todas as ferramentas que você precisa para criar, gerenciar e divulgar sua loja virtual. Conheça a Loja VirtUOL!

Encare o momento como uma chance para dar uma guinada na sua carreira e, além de recuperar uma fonte de renda, encontrar a realização profissional. Boa sorte nessa empreitada!