LOGO UOL HOST

Receba por e-mail as novidades e publicações da Academia UOL HOST

4 atitudes que geram desconfiança no cliente e atrapalham suas vendas

Veja as ações que você deve evitar se quiser que o consumidor confie na sua marca

A confiança é um dos elementos principais para se comprar algo pela internet. Se o consumidor não tem certeza de que aquele produto é realmente o que ele precisa e se será entregue, dificilmente chegará a finalizar a compra.

Existem várias providências que podem ser tomadas para que o cliente tenha uma boa impressão do seu negócio e passe a confiar mais na marca, como ter uma loja virtual bem estruturada e com aparência profissional e ter um certificado de segurança.

Mas tudo isso vai por água abaixo se, durante o atendimento, você tiver atitudes que possam deixar o consumidor com o pé atrás e até fazê-lo desistir de comprar.

Na sequência, vamos ver algumas atitudes que podem gerar insegurança e que você deve tentar evitar a todo custo!

>> Leia também Como criar uma relação de confiança com seu consumidor

Não colocar preço nos produtos

Isso acontece bastante com pessoas que vendem apenas por redes sociais e outras plataformas que não foram criadas para a venda. O que acontece é que o empreendedor coloca a foto e uma pequena descrição do produto, mas não acrescenta informações importantes, como o preço.

Naturalmente, as pessoas começam a perguntar qual o valor do produto e, aí, o que muitos empreendedores fazem é pedir para que o consumidor mande uma mensagem privada ou mesmo um e-mail para solicitar o preço.

Esse jogo de “esconder” o valor cria duas situações que podem desagradar muito ao cliente.

Primeiro, passar os preços somente por “inbox” ou por e-mail faz com que a pessoa que deseja comprar tenha um trabalho extra e, muitas vezes, tenha de sair da rede social ou da plataforma em que está para ter uma pergunta respondida.

Mas não é só isso, o fato de você não deixar os preços públicos também pode gerar uma sensação de que a mercadoria é cara, o que pode fazer com que os compradores desistam antes mesmo de perguntar o preço.

Provavelmente, as pessoas vão se perguntar “Ué, mas por que ele não diz logo o preço? Por que está dificultando?”. E aí você já começou a relação com o consumidor com ele desconfiado!

>> Leia também Saiba como chegar ao preço ideal dos seus produtos

Demorar muito para responder

Outra situação que acontece muito quando você não tem uma plataforma adequada para vendas, como um e-commerce, mas que também pode acontecer com lojas virtuais que ainda não se organizaram corretamente.

Conforme mais pessoas vão conhecendo sua loja e se interessando por seus produtos, é bem provável que você comece a receber mais contatos. E se não estiver pronto para isso, provavelmente, vai demorar mais para conseguir ler e responder a todas as mensagens.

E você sabe o que acontece quando demora muito para passar informações para o consumidor, não é? Isso mesmo, ele vai atrás da concorrência.

O ideal é que haja sempre uma pessoa responsável por esclarecer dúvidas e responder às perguntas que são feitas por e-mail, telefone e em suas redes sociais.

Depois que o consumidor fizer a compra, não deixe, também, de informá-lo sobre todas as etapas do pedido, como confirmação de pagamento, preparação da embalagem e envio. Quando estiver no transporte, informe, também, o número de rastreamento da mercadoria para que ele possa acompanhar o trajeto.

Se você não diz para o cliente a situação do pedido, ele pode ficar ansioso e tenso por não ter certeza de que tudo está certo e perder a vontade de comprar novamente.

Não responder aos comentários negativos

Imagine a situação, você entra na fanpage de uma loja que está de olho e vê por lá várias reclamações e comentários negativos. Só isso já deixa qualquer um inseguro, mas aí vem a pior parte: a empresa nem sequer responde às reclamações!

Ver que existem comentários ruins não é algo bom para os futuros compradores, mas perceber que a página nem mesmo responde a eles é pior ainda! As outras pessoas vão pensar que, se acontecer algum problema com elas, também não terão nenhuma resposta ou ajuda da empresa.

Mesmo que não seja legal lidar com situações como essa, é importante que você responda a todos os comentários ruins de forma pública, para que o público perceba que sua empresa identificou o problema e está tomando providências para resolvê-lo.

Fingir que não está vendo as reclamações é algo que irrita o consumidor que reclamou e ainda afasta aqueles que estavam pensando em fechar negócio com a sua marca.

Ter poucas informações sobre o produto

Quando compramos pela internet, é impossível ver o produto pessoalmente até que você tenha efetuado a compra e ele chegue em sua casa.

E colocar apenas uma foto da mercadoria, não fornecer dados, como dimensões, materiais utilizados e utilização, pode deixar o consumidor inseguro e fazê-lo desistir de comprar.

Por isso, é muito importante colocar boas fotos, vídeos e uma descrição detalhada do produto e suas principais características.

>> Veja aqui 15 dicas para deixar as fotos dos seus produtos mais atraentes

Outra estratégia bacana, nesse sentido, é deixar que pessoas que já compraram também comentem sobre o produto.

Abrindo uma sessão de avaliações e comentários e convidando seus clientes para opinar sobre seus pedidos, você permite que eles complementem informações sobre durabilidade e funcionamento e deixem seus futuros clientes mais tranquilos.