LOGO UOL HOST

Receba por e-mail as novidades e publicações da Academia UOL HOST

FTP, FTPS e SFTP o que são e para o que servem

Conheça os protocolos que podem ajudar muito na gestão do seu site

Se você tem um site na internet, talvez já tenha ouvido falar em FTP, FTPS e SFTP, mas provavelmente nunca parou para pensar o que essas três  siglas significam e para o que servem. Afinal, boa parte dos empreendedores, mesmo aqueles que criaram seus próprios sites, pode não ter usado esses três  protocolos.

O fato é que vale a pena conhecer esses três  elementos que são muito úteis e, em alguns casos, podem até salvar o seu site se ocorrer um erro de script ou invasão. Vamos conhecê-los?

FTP – File Transfer Protocol

Como o nome revela, o FTP é um protocolo de transferência de arquivos. Isso significa que o FTP cria um canal de comunicação entre o seu computador e o servidor que hospeda o seu site para que você possa enviar os dados que quer alocar no seu site ou fazer modificações nele.

>> Aproveite para ver Como instalar um servidor FTP no seu UOL Cloud

Por que isso é tão importante? Bem, vamos imaginar que você tem um site em WordPress, um dos CMS mais famosos e utilizados no mundo. Enquanto edita seu site, você, acidentalmente, acaba apagando uma linha de código importante e o seu site sai do ar. Sem acesso ao painel do WordPress fica impossível voltar ao editor CSS para corrigir o erro. E agora?

Agora uma das soluções é acessar o FTP! Lá você vai encontrar tudo o que estiver na sua hospedagem, inclusive a pasta com os arquivos do WordPress. Aí é só encontrar o problema, ajeitar o código ou simplesmente apagar a pasta do template e começar de novo.

Se você não estiver trabalhando com um CMS como o WordPress, ter acesso ao FTP também te permite editar e subir direto na hospedagem aplicações e dados que você precisa ter por lá.

Claro que isso não significa que você precisa fazer tudo pelo FTP, necessariamente. Mas é um acesso que pode agilizar o processo de transferência de arquivos e resolver problemas como esse exemplo do WordPress.

Quando quiser, você pode acessar o FTP por meio de um endereço e acesso específicos na sua hospedagem ou utilizando um dos vários softwares de FTP que existem no mercado.

>> Leia também Como o FTP Multiusuários pode facilitar a vida de administradores de sites

FTPS – File Transfer Protocol over SSL

FTPS nada mais é do que um FTP com uma camada extra de segurança SSL. As informações trafegadas entre os dois canais (o seu computador e o servidor) não possuem um recurso de segurança que cuide exclusivamente dessa transmissão.

No FTPS os dados são criptografados usando a tecnologia SSL (Secure Socket Layer). Na prática, isso quer dizer que as informações viram uma espécie de enigma quando saem do seu computador e só são decifradas quando chegam ao servidor.

Desta forma, mesmo que alguém consiga interceptar o tráfego com a intenção de roubar dados, não vai poder ler as informações.

Existem dois tipos de FTPS, o com SSL implícito e explícito. No primeiro, todas as conexões têm que ser, obrigatoriamente, protegidas por criptografia. Qualquer tentativa de transmitir ou receber informações fora do SSL são rejeitadas pelo servidor. No segundo, o cliente (forma como o seu computador é chamado) pode escolher quais informações quer que sejam encriptadas.

Nesse segundo caso, você pode escolher transferir informações que não precisam ser protegidas sem o SSL, e criptografar apenas dados confidenciais, como números de cartão de crédito de clientes e senhas de acesso.

SFTP – Secure File Transfer Protocol

O SFTP assemelha-se ao FTPS pelo fato de ambos oferecerem uma proteção extra aos arquivos e alterações que estão sendo feitas na hospedagem. No entanto, o SFTP utiliza-se da tecnologia SSH (Secure Shell) para autenticar o contato e estabelecer uma conexão segura entre as máquinas.

O SSH é um outro protocolo de rede criptográfico que tem como objetivo fornecer uma conexão segura para troca de dados e é amplamente usado no caso de logins remotos para acesso de sistemas de computadores.

Quando há transmissão com SFTP, as informações não são transmitidas por canais de fluxo direto, mas empacotadas em SSH. O usuário também pode configurar chaves privadas para reforçar a segurança enquanto os pacotes de dados são enviados do seu computador para o servidor.