LOGO UOL HOST

Receba por e-mail as novidades e publicações da Academia UOL HOST

Como fazer um bom anúncio em sites de compras coletivas

As compras coletivas viraram febre no Brasil nos últimos anos. Oferecendo descontos de até 70% em restaurantes, clínicas estéticas, pousadas e outros serviços e produtos variados, elas aportaram por aqui por volta de 2010.

Nomes de peso como Peixe Urbano, ClickOn e GroupOn puxaram a onda, mas, em pouco tempo, já havia milhares de sites do tipo, focados nos segmentos mais diversos.

No ano passado, as vendas pela modalidade ultrapassaram R$ 1,6 bilhão de reais, segundo a empresa de pesquisas online eBit, respondendo por quase 4% do faturamento do comércio eletrônico no país.

Mas, infelizmente, as más experiências de consumidores com os serviços cresceram na mesma proporção. Segundo a Fundação Procon de São Paulo, só nos primeiros seis meses de 2012, as queixas registradas contra sites de compras coletivas já tinham superado o total de reclamações de 2011. Entre janeiro e junho, foram mais de 1869 registros de clientes insatisfeitos.

Se você quer usar esses serviços para promover seu negócio sem entrar para as estatísticas negativas, confira algumas dicas:

Prepare-se para dar conta da demanda

Muitas dessas más experiências foram protagonizadas por empresas que quiseram aproveitar a onda sem entender direito a proposta dos sites de compras coletivas. A ideia é oferecer o serviço com desconto para atrair novos clientes para o estabelecimento.

Sua oferta chega à caixa de correio eletrônico de milhões de pessoas e, portanto, de uma hora para a outra, seu estoque pode esgotar.

Uma estratégia simples para evitar percalços é certificar-se de que você terá a capacidade para atender toda a demanda gerada pela promoção.

Diferencie-se da concorrência com ofertas competitivas

Quanto maior a base de clientes de um site de compras coletivas, maior é a concorrência para conseguir um espaço para divulgar suas ofertas lá. Não é algo tão simples quanto “eu quero estar ali e pronto”.

Antes de entrar em contato com o site para anunciar, verifique o perfil das ofertas mais recentes feitas lá para entender o que você pode oferecer de diferente para garantir seu espaço – seja um produto muito bacana ou preços muito competitivos.

Faça as contas para não se dar mal

Além do desconto oferecido, os sites de compras coletivas também ficam com uma comissão que varia entre 30% e 50% dos valores que sua empresa cobra pelo serviço.

Faça as contas para entender se você ainda ficará com uma margem de lucro interessante ou se vale a pena encarar o “prejuízo” como um investimento para atrair novos clientes.

Descreva bem a oferta para evitar frustrações

Uma das grandes frustrações de quem adquire ofertas em sites do gênero é descobrir que tinha algo escondido nas entrelinhas. O caso clássico é o das pousadas que só aceitam reservas durante a semana ou da passagem barata sem datas disponíveis para agendamento.

Para evitar problemas, o ideal é descrever da maneira mais detalhada possível o que o cliente receberá pelo valor pago.

Lembre-se: se o cliente se sentir enganado, o efeito da sua ação de promoção será pior que se você não tivesse feito absolutamente nada.

Use serviços confiáveis

Certifique-se de que você vai anunciar em um serviço idôneo. Se ele passar o cliente para trás, é sua reputação que está em jogo.

Procure referências de quem já usou a plataforma. Pergunte a donos de outros estabelecimentos que já anunciaram lá como foi a experiência.

Em outra frente, vale fazer uma boa busca no Reclame Aqui, para ver se o site não está cheio de reclamações.