LOGO UOL HOST

Receba por e-mail as novidades e publicações da Academia UOL HOST

8 cuidados para evitar que sua promoção dê errado

Desde um vale-jantar até uma viagem para a Europa. Independentemente do prêmio, os consumidores adoram uma promoção.

Mas cuidado: o tiro pode sair pela culatra! A ação, que era para agradar ao cliente, pode se transformar em dor de cabeça, se for realizada da maneira incorreta.

Com as novas regras para ações promocionais no Facebook e em outras redes sociais é necessário ficar ainda mais atento.

Conheça os erros mais comuns cometidos por lojas virtuais, ao fazer promoções, e fuja deles!

Confundir promoção com concurso cultural

Promoção exige registro na Caixa Econômica Federal para que possa acontecer, e deve distribuir um prêmio gratuito mediante sorteio. Já o concurso cultural não exige essa autorização, no entanto, o mote da ação deve estar ligado à criatividade do participante, como o envio de frases e fotos ou iniciativas desportivas e recreativas.

Não deixar claras as regras do jogo

Você precisa ter um regulamento claro e bem definido e deixá-lo facilmente acessível ao participante. Tente prever o máximo de situações que possam acontecer durante a ação e registre todas nas regras. Além disso, um erro não raro é as empresas não deixarem registro de como foi realizado o sorteio ou os critérios para escolha do vencedor. Quando divulgar o sortudo, divulgue também como ele foi selecionado.

Criar concursos culturais envolvendo as redes sociais

É isso mesmo que você leu. De acordo com a lei, vigente desde julho de 2013, as empresas estão proibidas de fazer concursos culturais nas redes sociais. O uso é permitido somente para divulgar a ação e convidar os clientes a participar.

Atrelar concursos culturais a datas comemorativas

Esta é mais uma mudança que veio com as novas regras. Os concursos culturais não podem mais usar como gancho datas como Dia das Mães, Dia dos Namorados, Dia dos Pais e Natal.

Usar recursos do Facebook em promoções 

Concursos culturais foram proibidos nas redes sociais, mas promoções não. No entanto, quando esta for feita no Facebook, a empresa não pode criar regras de participação do tipo: curta, comente ou compartilhe a imagem. E as promoções devem ser feitas em um aplicativo externo e incluído em uma aba, nunca no próprio mural da marca.

Demorar na entrega dos prêmios

Quando a promoção é regulamentada pela Caixa, a regra é clara: o prêmio deve ser entregue em até 30 dias a contar da data do sorteio. No caso de concursos culturais, não há uma regra clara quanto a isso, porém, é de bom-tom que também não se ultrapasse esta data-limite. E nunca se esqueça de deixar registrado este prazo no regulamento da ação.

Dar dinheiro ou vale-compras em concursos culturais

Eu sei! Você já deve ter visto muita loja por aí fazendo isso. Mas não pode. Somente promoções podem fazer isso. Se a fiscalização te pegar, você pode tomar multa e ser proibido de realizar outros concursos e promoções.

Não ter estrutura e preparo para realizar a ação

Quando criar um concurso ou promoção, esteja certo de que sua loja está pronta para receber a demanda. Ou seja, a tecnologia do site e a dinâmica da ação têm de estar funcionando direitinho. Se o cliente tentar participar e algum erro acontecer, você estará conquistando um possível detrator da marca. E você não quer isso, não é mesmo?

 

Agora que você está por dentro do que pode e não pode, que tal soltar a criatividade e elaborar sua próxima promoção?