LOGO UOL HOST

Receba por e-mail as novidades e publicações da Academia UOL HOST

5 dicas para escolher seu provedor de cloud computing

São muitas as vantagens de migrar para a nuvem. Além de reduzirem os custos com equipamentos, pessoal, manutenção e atualização de software, os serviços de cloud computing permitem que sua empresa tenha mais agilidade na tomada de decisões. O acesso a um conjunto de ferramentas online também aumenta a produtividade e facilita a comunicação entre diferentes áreas.

Mas não são apenas os benefícios da computação em nuvem que são fáceis de entender. Embora possa parecer complicado à primeira vista, escolher um provedor de cloud computing também não é difícil. Com um pouco de ponderação e uma pitada de paciência e algumas dicas, você vai ver que as vantagens estarão ao seu alcance com apenas alguns cliques.

Um estudo da empresa Mimecast mostra que, depois de experimentar algum serviço de computação em nuvem, 70% das organizações procuram expandir sua utilização de cloud. Que tal entrar nessa estatística? Confira, a seguir, no que você deve pensar para dar o primeiro passo: escolher o seu provedor.

1 - Quando a nuvem vai funcionar?

Escolher a tarifação mais adequada é fundamental. Você vai acessar a nuvem a qualquer momento, com frequência? Ou vai usá-la intensivamente somente em alguns horários? Há provedores que permitem escolher um modelo de cobrança mensal ou por hora, dando a opção de alternar entre um e outro.

2 - Que segurança você quer?

A segurança é uma das principais preocupações de quem vai migrar serviços corporativos para a nuvem. Por isso, verifique que tipo de proteção é oferecido. Itens como firewall são importantes para evitar que algo inesperado aconteça com o seu site, e vale a pena saber se dá para alterar as configurações de acordo com sua necessidade.

3 - O que vai para a nuvem?

Responder a essa pergunta vai ajudar bastante a filtrar os serviços oferecidos pelos provedores. Certifique-se de que aplicações mais complexas são suportadas, se for o caso, com garantia de que vão rodar com alta performance. Usos mais simples, como e-mail, acabam sendo bem comuns e estão disponíveis na maioria dos provedores.

4 - O backup é simples?

Acidentes e imprevistos acontecem e, em tecnologia, com frequência maior do que você espera. Por isso, o provedor deve oferecer uma ferramenta de backup dos dados, de preferência gratuita. Assim, você não terá problemas para recuperar todas as informações rapidamente, evitando transtornos para sua empresa e seus clientes.

5 - O suporte é bom?

Verifique como é o atendimento do suporte, afinal, você pode precisar acioná-lo no momento em que tiver um problema. Pode ocorrer em uma madrugada ou em um fim de semana, quando a escala funciona em esquema de plantão. Resolver um imprevisto com rapidez é imprescindível.