LOGO UOL HOST

Receba por e-mail as novidades e publicações da Academia UOL HOST

Preço certo: profissionais do e-commerce contam seus segredos para chegar a ele

Quer pagar quanto? Você se lembra desse irritante bordão? Imagine se a frase saísse da brincadeira e fosse adotada como estratégia por algumas lojas para definir os preços de seus produtos! Muito provavelmente, o resultado seria desastroso para a companhia e, em pouco tempo, ela fecharia as portas.

Isso porque definir preço é uma peça importantíssima para o bom funcionamento e o sucesso de uma empresa. Há uma série de técnicas que ajudam nesse processo. 

Uma coisa é certa: não dá para sair colocando preços de acordo com o que der na telha. É preciso cautela, estudo e planejamento. Quer entender como isso funciona na prática? Consultamos profissionais experientes do e-commerce que vão ajudá-lo nessa tarefa:

Fique de olho na concorrência

A Precifica é especializada no assunto, mais especificamente para empresas do ramo virtual. E, de acordo com Ricardo Ramos, sócio-fundador da empresa, o monitoramento em tempo real dos concorrentes é a chave para algumas ações. “Veja como a concorrência está se posicionando em termos de preço, promoções e até mesmo disponibilidade de estoque”, sugere Ramos. 

A dica é que, a partir desse mapeamento, você aproveite as oportunidades para:

− Aumentar o preço do produto, evitando que fique muito abaixo do custo de mercado e aumentando a margem de lucro;

− Intensificar o investimento em publicidade quando os concorrentes estão sem estoque;

− Desativar campanhas de publicidade quando o estoque do produto encerra.

Ofereça um bom custo-benefício

Para Vanessa Wander, CEO da New People, loja virtual de roupas, o cliente vai em busca do mais barato sim, mas também procura por qualidade. “O segredo é conseguir fazer um excelente produto, de qualidade e com preço bacana”, revela. Para conseguir manter um bom padrão de qualidade sem mexer nos valores, a empresa faz um controle rígido de finanças e conta com boas negociações com os parceiros de logística.

Pesquise, pesquise e pesquise

A dica de Alykhan Karim, fundador do e-commerce de vinhos Sonoma, é usar muitos dados históricos. “Comparamos vinhos e produtos gastronômicos com estilos parecidos e vemos quais preços resultam no melhor desempenho”, conta o empresário. Trabalhe com comparações e similaridades entre produtos e públicos para que possa ter um norte do caminho a seguir na hora da precificação. 

Dedique-se

A dica pode parecer banal, mas tem muita empresa que não dá a devida importância a esse aspecto do negócio. E esse descaso pode resultar em sérios problemas, até mesmo decreto de falência. A loja online de pneus Itaro já se ligou nessa importância: “Há uma equipe dedicada somente a monitorar os preços do mercado e definir nossos valores diariamente”, conta o CEO, Jan Riehle.

Descubra o valor real do seu produto

Já parou para analisar se os clientes estão pagando pelo produto ou pela marca? Qual o valor agregado que seu produto vende? Ele pode valer mais (ou menos) que o valor cobrado de fato. Existem outros fatores que vão além do custo bruto e que podem influenciar na precificação dos produtos. “Fazemos, frequentemente, pesquisas de valor percebido em nossos produtos para entender o preço justo a ser pago por cada um”, conta Rodrigo Stocco, fundador da loja online de acessórios femininos MyGloss.

 

Gostou das dicas? Que tal dar uma verificada na sua tabela de preços e fazer os ajustes necessários?