LOGO UOL HOST

Receba por e-mail as novidades e publicações da Academia UOL HOST

5 nichos para apostar na hora de abrir uma loja virtual

O comércio eletrônico caminha a passos largos no Brasil. Há alguns anos, os consumidores não se imaginavam comprando eletrodomésticos, roupas, presentes ou qualquer outro item por meio de um computador. Hoje a história é outra.

Uma projeção do T-Index, índice estatístico que mostra a participação de vendas online de cada país no mercado mundial, apontou que o Brasil deverá ser o quarto maior mercado de e-commerce até 2015.  

Com esse cenário favorável, muitas pessoas enxergam no comércio eletrônico uma oportunidade de empreender e ganhar dinheiro. Mas com o mercado cheio de grandes varejistas atuando no meio digital, a melhor forma de garantir o sucesso de sua loja virtual é investindo em segmentação.

Para dar uma forcinha, separamos cinco ideias de nichos promissores para o comércio eletrônico. 

Saúde e bem-estar 

Cada vez mais as pessoas estão se preocupando com qualidade de vida e é por isso que esse segmento pode ser uma boa escolha para montar uma loja virtual

Para se ter ideia, o mercado de orgânicos no Brasil espera faturar 1 bilhão de reais em 2014, segundo dados apresentados pelos organizadores da BioBrazil Fair, maior evento do setor no país. 

Alimentos sem glúten e integrais, e insumos para quem pratica esportes ou quer manter uma alimentação saudável também representam boas oportunidades para entrar no mercado “natureba”.

Pets 

Eles recebem cada vez mais cuidados especiais. Os animais de estimação já ganharam o coração das pessoas e agora estão garantindo seu lugar no comércio eletrônico.

O Brasil tem a quarta maior população de pets no mundo, são mais de 50 milhões de cães e gatos. Acessórios, brinquedos, hotelzinho e tosa na residência são opções de serviços que podem ser oferecidos em um pet shop virtual.

Joias e acessórios

Quem optar por esse segmento, pode investir em oferecer itens exclusivos, que não serão achados em grandes varejistas, por exemplo.

Muitas mulheres gostam da ideia de ter brincos e colares feitos sob medida para elas. Por isso, oferecer joias e acessórios artesanais pode se tornar um segmento lucrativo para quem pensa em investir em lojas virtuais.

Carros e acessórios

Segundo dados do Ipea, Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, 54% dos domicílios no Brasil possuíam carro ou moto como meio de transporte, em 2013. Com esse público representativo, esse segmento pode entrar na lista de quem pretende abrir um e-commerce.

Não é difícil encontrar apaixonados por carros e motos que querem comprar acessórios e personalizar seus possantes.  Você pode ainda se especializar em alguma marca ou modelo e oferecer acessórios difíceis de serem encontrados em qualquer loja. 

Tem empreendedores que apostaram alto no segmento e inovaram, como a loja virtual Itaro. O e-commerce é especializado em vender pneus online. Parece impossível, mas com bons parceiros e uma logística estruturada, eles conseguem realizar o feito.

Brinquedos

Em 2012, a indústria de brinquedos faturou 3,87 bilhões de reais, segundo a Associação Brasileira dos Fabricantes de Brinquedos (Abrinq). 

Por isso, vender itens voltados aos pequenos pode ser um bom negócio. Mas essa não é a única opção.  Também é possível lucrar com adultos que não deixma de comprar o boneco do seu jogo preferido ou daquele filme que ficou na história, como o Star Wars, por exemplo.

Você pode apostar, também, em peças para colecionadores e antiguidades, como o console Atari ou o jogo Genius. 

 

Use sua criatividade para diferenciar sua loja dos concorrentes. E acompanhe as dicas de estratégia e marketing que apresentamos por aqui, na Academia UOL HOST. Aí é só sair vendendo e faturando!