LOGO UOL HOST

Receba por e-mail as novidades e publicações da Academia UOL HOST

4 palavras mágicas que vão aumentar suas vendas

Como dizia o saudoso apresentador Chacrinha “quem não se comunica se trumbica”, e essa máxima vale, também, para sua loja online. E nada melhor que saber escolher as palavras certas para tornar o produto atraente para seu cliente e, quem sabe, até mesmo fazê-lo gastar mais em sua loja.

Estudos recentes de Economia Comportamental, Psicologia e Neuroeconomia apontaram quatro palavrinhas que têm o poder de chamar a atenção do consumidor, atraí-lo para seu produto e mexer com a percepção dele para transformá-lo em cliente.

Além de conhecê-las, é importante que você saiba por que essas simples palavras conquistaram tamanho poder de persuasão. Então, vamos a elas:

1 -  Você

Exatamente, você mesmo. Qual a melhor maneira de se dirigir a uma pessoa para quem você quer vender um produto do que falando diretamente com ela?

Estabeleça um vínculo direto com o cliente. Ao descrever um produto, faça com que saiba por que aquele produto é importante para ele e como vai ajudá-lo em suas necessidades.

Ao descrever o produto, use e abuse do “você” e de termos similares, como “seu”, “sua” etc. Faça com que seu cliente saiba que é com ele que você está falando, da mesma forma que estamos fazendo agora com você.

2 - Novo

Uma das definições da palavra “novo” é alguma coisa atual, que substitui algo ultrapassado, velho. Não por acaso, as empresas usam do poder de atração dessas quatro letras ao lançar versões de produtos já existentes, seja para acrescentar mudanças profundas ou superficiais.

E, afinal de contas, quem é que não gosta de uma novidade, não é mesmo? E isso vale para qualquer produto que você queira vender, desde aparelhos de alta tecnologia, passando por chocolates, até parafusos.

Que outra motivação se não a busca pelo novo, por menor que ele seja, levaria milhares de pessoas a passar a madrugada em filas à espera de ser um dos primeiros a colocar as mãos em um produto recém-lançado, como vimos, várias vezes, no lançamento de diversos produtos da Apple?

Destaque essas qualidades nos produtos da sua loja virtual. Faça com que o cliente saiba que está diante de algo inédito, inovador, que ninguém ou muito pouca gente tem ou sabe o que é.

3 - Grátis

Há um dito popular que reza que “não existe almoço grátis”. Mas, se existisse, esteja certo que a fila para saboreá-lo seria tão grande ou maior que as que se formaram, no decorrer dos anos, para comprar as novidades da empresa de Steve Jobs.

Oferecer vantagens aos clientes, como frete grátis ou brindes, lhes dá a sensação de estar tendo – adivinhe só − vantagem ao comprar em sua loja.

Além disso, pode ser também uma forma bastante inteligente de elevar o seu ticket médio. Por exemplo: “em compras acima de 50 reais, o frete é grátis” ou “na compra de dois livros, leve um marcador de páginas personalizado da nossa loja”.

Por menos racional que possa parecer, a sensação de estar ganhando um almoço grátis − uma vantagem − tem poder suficiente de levar um cliente a gastar 10 reais a mais para escapar da cobrança do frete, que sairia bem mais barato que isso, ou a comprar um livro adicional para levar um brinde “grátis” para casa.

4 - Garantia

Um dos fatores que ainda afastam os consumidores não iniciados do e-commerce é o temor de adquirir um produto a distância e, quando o receber, descobrir que não era bem aquilo que queriam.

O nome disso é aversão à possibilidade de perda. Afinal, do mesmo modo que as pessoas gostariam de saborear um almoço grátis, elas detestariam ter de pagar a conta e sair do restaurante de barriga vazia.

Garantir ao consumidor o direito de troca ou até mesmo de devolução do dinheiro não só torna sua loja adequada às novas regras do comércio eletrônico como também estabelece um vínculo de confiança com o cliente, que se sentirá seguro e confortável para comprar em seu estabelecimento virtual.

Faça-o se sentir seguro de que conseguirá entrar em contato facilmente, deixando visíveis seu e-mail e telefone.

Embora as novas regras do e-commerce determinem o prazo de sete dias para que o cliente desista da compra, vá além: faça-o saber que você confia no produto que está vendendo e que ele poderá trocá-lo, evitando que dúvidas como “será que vai servir?” o afastem.

 

Que tal fazer o teste já? Use uma dessas palavrinhas mágicas na sua loja virtual e depois conte aqui o resultado para a gente.