LOGO UOL HOST

Receba por e-mail as novidades e publicações da Academia UOL HOST

E-commerce brasileiro fatura R$ 16 bilhões no primeiro semestre de 2014

Pesquisa divulgada pela E-bit, empresa especializada em informações desse segmento, mostra que o faturamento do mercado eletrônico no Brasil, no primeiro semestre desse ano, foi de 16 bilhões de reais. O montante representa um crescimento de 26% em relação ao mesmo período do ano passado. 

As boas novas não terminam por aí: ainda de acordo com o estudo, até o final do ano, a previsão é atingir a marca dos 35 bilhões de reais, um resultado que será 21% superior ao registrado no faturamento anual de 2013.

A expectativa é de fechar 2014 com um total de 104 milhões de pedidos via internet. O número de pedidos do primeiro semestre chegou a 48,17 milhões, com tíquete-médio de 333,40 reais. No mesmo período de 2013, foram contabilizados 35,54 milhões de pedidos. 

Mobile commerce cresce 84% 

Outro bom indicador vem do mundo mobile. Segundo a pesquisa, a participação dos dispositivos móveis nas vendas subiu de 3,8% em junho de 2013, para 7%, em junho de 2014. O que significa um crescimento de 84% no intervalo de um ano. A previsão é que até o final de 2014, essa participação represente 10% do total de transações.

O faturamento das transações realizadas por dispositivos móveis mais que dobrou, em comparação com o mesmo período em 2013, alcançando 1,13 bilhão de reais.

Mais vendidos

A categoria Moda e Acessórios continua liderando as vendas no e-commerce, com 18% do volume total de pedidos. Em seguida aparece Cosméticos e Perfumaria, com 16% e Eletrodomésticos, com 11%.

Copa do Mundo impulsiona vendas

Como já era de se esperar, o e-commerce brasileiro também se beneficiou com a Copa do Mundo de futebol. No período em que antecedeu a competição, houve um considerável aumento de vendas de TVs e produtos ligados ao evento, como camisas de time e bolas de futebol. 

Os televisores foram os grandes responsáveis pelos bons números. Se, em janeiro de 2014, a compra representava 39% na categoria eletrônicos, em junho o índice subiu para 48%. 

Novos compradores

Nos primeiros seis meses desse ano, 5,06 milhões de novos internautas compraram via web. No total, a quantidade de clientes atingiu 25,05 milhões nos primeiros seis meses do ano.

Até o final de 2014, a consultoria prevê que as lojas online brasileiras alcancem 63 milhões de consumidores únicos.