LOGO UOL HOST

Receba por e-mail as novidades e publicações da Academia UOL HOST

Shop.org 2014: Saiba o que rolou em um dos maiores eventos de varejo do mundo

Anualmente, centenas de empresas e entusiastas do varejo eletrônico se reúnem no Shop.org Summit, evento nos Estados Unidos, para discutir as novas tendências do mercado. De lá, aparecem cases de lojas virtuais que serão realidades no futuro (bem) próximo.

Omni Channel e filas de “online pick up” estão entre as novidades em destaque este ano. E Davi Holanda, diretor de novos projetos do PagSeguro, esteve lá, em Seattle, Estados Unidos, para conferir tudo e nos contou mais detalhes do que rolou. Confira:

Omni Channel

Entre os temas debatidos, o que mais chamou a atenção de Holanda foi a consolidação do conceito Omni Channel. O termo foi criado para designar o fim da distinção entre o mundo online e o mundo presencial, ou seja, tudo vira um único canal de comunicação entre a empresa e consumidor.

Para ilustrar essa nova realidade, foram apresentados alguns números interessantes. Hoje, 40% das pessoas pesquisam um produto pela internet para comprá-lo na loja física ou fazem o caminho inverso: pesquisam na loja e compram online. Os outros 60% fazem todo o processo de aquisição em um único espaço, seja virtual ou offline.

“Se você imaginar que até 1996, quando ninguém ainda sabia o que era internet, 100% das pessoas que pesquisavam na loja compravam na loja, é uma mudança e tanto. Enfim, o Omni Channel deixa de ser uma tendência e começa a ser realmente posto em prática pelas empresas”, diz Holanda.

Fila de “online pick up”

Outro tema que teve destaque foi a sinergia entre o mundo virtual e o mundo presencial, como a possibilidade de comprar o produto de forma online mesmo estando dentro da loja física. Redes como a Macy's, loja de departamentos americana, têm filas de online pick up. Ou seja, você pode até comprar e pagar pelo celular e retirar a mercadoria direto no balcão. Contudo, Holanda acredita que essa realidade vai demorar um pouco para chegar aqui no Brasil.

Inovações para todos os portes

E engana-se quem pensa que este tipo de inovação é exclusividade das grandes empresas. Pelo contrário, elas podem ser justamente um diferencial para quem quer crescer.  “A inovação não olha o tamanho do negócio. Quanto menor a empresa, mais rápido ela inova”, diz Holanda.

Ele lembra, por exemplo, do caso dos Postos Rode +, que comercializam combustível pela internet. Após a compra, basta apresentar o voucher no posto e abastecer o carro. “É possível fazer a interação entre o mundo online e o mundo presencial para vender qualquer produto ou serviço”, observa o executivo.