LOGO UOL HOST

Receba por e-mail as novidades e publicações da Academia UOL HOST

5 lojas virtuais que usam vídeos para aumentar as vendas

Responda rápido: você assistiu a algum vídeo na internet na última semana? Se sua resposta foi sim, você está dentro das estatísticas. A audiência de vídeos online não para de crescer. 

Dados da comScore, com base em insights da Video Metrix, apontam que o Brasil está entre os dez maiores mercados de vídeo online do mundo. O país ficou em sétimo lugar no ranking geral, com taxa de penetração de 82% (sim, oito em cada dez internautas “apertam o play”, de vez em quando).

É inegável que existe aí uma oportunidade a ser explorada por sua loja virtual. Já tem muito e-commerce “esperto” fazendo isso e mandando muito bem. Quer ver só?

Zappos.com

O e-commerce americano que vende bolsas, sapatos, roupas e acessórios de diversas marcas, inclusive brasileiras, é um dos cases pioneiros no uso de vídeos para vender pela internet. E, por isso mesmo, não pode faltar na nossa lista. A loja tem um enorme acervo e, só em 2011, criou mais de 100 mil novos vídeos. Segundo a empresa, itens com demonstração em vídeo convertem até 30% mais que os outros.

Onlineshoes.com

Outra especialista em sapatos que usa os vídeos para vender mais. Para chegar ao formato ideal, a empresa testou várias opções, desde mostrar somente o tênis e seus detalhes até mostrar o calçado no pé de modelos. Clientes que assistem as peças têm uma taxa de conversão 45% maior que os demais.

ASOS.com

O e-commerce britânico de moda costuma lançar suas coleções em vídeos, mostrando cada detalhe das peças nas produções. Além disso, eles disponibilizam vídeos tutoriais que ensinam, por exemplo, a descobrir as suas medidas certas para cada peça. No primeiro ano de implementação da estratégia, a empresa observou um crescimento de 104% nas vendas.

AO.com

Todo mundo sabe como funciona um microondas ou um liquidificador, mas esta loja britânica de eletrodomésticos decidiu, assim mesmo, criar vídeos mostrando os produtos em ação. O e-commerce constatou que consumidores que veem as produções ficam 120% mais propensos a comprar que os que não veem. Outra boa notícia: eles também acabam gastando quase 10% a mais que os clientes que não clicam nos vídeos.

Giuliana Flores

Yes, nós temos lojas virtuais “made in Brazil” que fazem bom uso de vídeos. A loja online que vende e comercializa arranjos de flores pela internet, com o perdão do trocadilho, está colhendo belos frutos de suas sementes. Os vídeos interativos trouxeram um aumento de 15% nas vendas dos produtos, poucos meses após o início da ação.