LOGO UOL HOST

Receba por e-mail as novidades e publicações da Academia UOL HOST

Como fazer um plano de negócios para sua loja virtual

O que você quer vender? Que metas quer atingir? Que público quer alcançar? Como você irá conquistá-lo?



Essas e outras perguntas, com suas devidas respostas, devem estar presentes em um documento que serve de norte para quem está começando uma empresa: o “plano de negócios”.

Peça fundamental para que sua empresa sobreviva e cresça estruturada, o plano de negócios nada mais é que um planejamento e organização de ideias. É como aquele roteiro de férias em que você coloca todos os lugares que pretende visitar, os horários que deve chegar a cada local e como realizará cada percurso. Só que, neste caso, o alvo deste planejamento é sua empresa.

Já deu para ter uma boa ideia do que é o plano de negócios, certo? Então, agora vamos ver como fazê-lo:

Apresentação

Inicie o documento como se estive se apresentando, ou apresentando seu projeto, a alguém. Conte quem é você, a história da empresa, sua experiência profissional, quais são os seus produtos e serviços e os seus diferenciais. Descreva também quem é o seu público-alvo, onde encontrá-lo e quais as melhores estratégias para atingi-lo.

Capital da empresa



Tenha claro e definido qual será o seu capital inicial, como ele será aplicado e como você pretende manter financeiramente a empresa nos anos seguintes (capital de giro, patrocinadores, investidores, sócios). Caso já haja sócios ou investidores, eles devem constar também nesse plano com suas respectivas colaborações financeiras e funções. Também é importante definir a participação de cada um nos lucros da empresa.

Os seus (futuros) clientes

Defina seu público-alvo e estude (muito) sobre eles. Essa é a etapa mais importante de todo o processo. Afinal, sem clientes, seu negócio não vai vingar. É importante levantar dados como faixa etária, sexto, região, poder aquisitivo, escolaridade, frequência com a qual compram pela internet e quanto costumam gastar.

Para além da demografia, é fundamental entender como eles pensam , do que gostam e o que querem de você. A maneira mais eficaz de descobrir isso é perguntando  – nunca tentando adivinhar.

Converse com seus futuros clientes, seja através de grupos na internet ou presencialmente. Quantos mais dados tiver, maiores as chances de você atender seus desejos e menores as chances de seu negócio fracassar.

O mercado

Estude o seu nicho de interesse e procure identificar o que está faltando (é essa lacuna que você deve preencher). Analisar a concorrência é um exercício importantíssimo, tanto para ver o que está dando certo e fazer igual ou parecido, como para identificar oportunidades de melhoria.

Quando for falar sobre os erros dos concorrentes, apresente também soluções e disserte sobre como faria diferente. Alguns pontos que você deve analisar, ao olhar para os seus rivais: preço, atendimento, prazos de entrega, condições de pagamento, área de alcance de entregas, qualidade dos produtos e garantias oferecidas. Você acha que tem espaço no mercado para você? Como você vai conquistar sua fatia? Explique tudo isso nessa seção.

Fornecedores e parceiros

Seus produtos são fabricação própria? Se sim, analise quem irá fornecer a matéria-prima. Se não, quem serão os fornecedores? Outros parceiros, como transportadoras e provedores de soluções de tecnologia, também devem ser mapeados.

Marketing



Aqui você deve descreve sua estratégia de venda e tudo que envolve a promoção dos seus produtos. Desde a criação de logo e identidade visual até rótulos e embalagens (se for o caso), passando por canais e táticas de divulgação. Essa é uma seção muito importante. Lembre-se: seus produtos não vão se vender sozinhos.

Levante possibilidades futuras de ações promocionais e como elas deverão ser feitas: parcerias, e-mail marketing, frete grátis, cupons de descontos, panfletos, links patrocinados, etc. É importante estimar qual porcentagem do seu orçamento será destinada a essas ações de marketing.

Estratégias de precificação

Descreva como irá definir o preço de cada produto e qual cálculo deverás ser feito para encontrar esses valores. Defina a sua margem de lucro máxima e mínima desejada.

Logística e organização

É hora de colocar no papel o fluxo das vendas. Se desenhar um fluxograma fica ainda mais fácil. Determine também se terá só espaço virtual, ou físico também, como irá controlar seu estoque e entrega. Descreva como irá funcionar o atendimento, a embalagem e o cadastro de produtos. Atribua as funções principais de cada profissional e cada área.

Estrutura

Computadores, locação de espaço, um galpão para estoque, telefones, suprimentos de escritório. Enfim, há vários itens necessários para o pontapé inicial, e aqui você deve enumerar todos, além de apontar qual será o gasto com cada um.

Objetivos



Até onde você quer chegar e quando? Quanto pretende faturar e em quanto tempo? Esse calculo é essencial para que você tenha capital de giro suficiente e não “feche as portas”. Agora é hora de fazer cálculos e traçar metas.

Construção de cenários

Após a finalização do seu plano de negócios, simule valores e situações diversas para a empresa. Prepare cenários onde o negócio obtenha resultados pessimistas ou otimistas. A partir daí, pense em ações para evitar e prevenir-se. E trace um Plano B.

Depois de pronto, esse plano não pode ficar esquecido em uma gaveta. Ele deve ser consultado e atualizado frequentemente e deverá nortear suas ações e ajudar na tomada de decisões, minimizando a probabilidade de erros.

Parece muita coisa? Fique tranquilo. Com organização e um pouco de dedicação, você conseguirá fazer um bom plano e comandar seu negócio com muito mais segurança. Boa sorte!