LOGO UOL HOST

Receba por e-mail as novidades e publicações da Academia UOL HOST

Canvas: conheça o método que pode ajudá-lo a planejar seu negócio

Uma dúvida bem comum para quem está ingressando no mundo do empreendedorismo é: por onde começo o meu negócio?

Bem, há uma série de caminhos possíveis. Mas uma alternativa que tem sido adotada por muitos empreendedores, em todo o mundo, é montar o seu Business Model Canvas ou, em português, Modelo de Negócios Canvas.

A ferramenta ajuda os novatos a desenhar o seu modelo de negócios, de maneira bem visual, simples e até mesmo divertida. Depois que você conhecê-la, ficará fácil entender por que o método criado por Alex Osterwalder, em sua tese de doutorado, tornou-se o “queridinho” dos jovens empreendedores.

Para Marcelo Nakagawa, professor de Empreendedorismo do Insper, uma das grandes vantagens do Canvas é seu fácil acesso, já que o modelo pode ser baixado da internet e utilizado gratuitamente, sem necessidade de fazer grandes investimentos. Além disso, ele destaca, também, sua facilidade de uso. 

“Qualquer pessoa, mesmo com pouco conhecimento, pode usar esse método para criar seu modelo de negócio e proposta de valor. Ele integra diferentes conhecimentos em uma única ferramenta visual”, conta o professor.

O Canvas possui nove “quadrados”, que devem ser preenchidos com a maior quantidade de informações possível. Depois, esses dados podem (e devem) ser consultados a cada planejamento estratégico ou no dia a dia da companhia. Para ficar mais fácil de entender como funciona na prática, vamos montar o modelo de negócio de uma empresa fictícia, a Canetas Online. Acompanhe o passo a passo para a montagem do seu modelo, com dicas do Nakagawa.

1 – Definição da Proposta de Valor

Este é um dos itens vitais para o sucesso do seu negócio, então vale a pena investir mais tempo nesse tópico. Aqui vamos responder a perguntas como:

− Quais são os serviços ou produtos que vamos oferecer aos nossos clientes?
− Canetas customizadas.

− Quem queremos conquistar com nossos produtos?
− Crianças, jovens e executivos.

− Quais os problemas dos nossos clientes que vamos ajudar a solucionar?
− Personalização de canetas a custo acessível.
− Alto desempenho na escrita com o design escolhido por cada cliente.
− Opção de lembrancinha customizada.

− Que valor vamos proporcionar aos nossos clientes?
− Produto de “estimação” e personalizado, não apenas um objeto descartável, como tantas canetas que são deixadas em escritórios por aí.

− O que vamos entregar “a mais” para os nossos clientes?
− Uma caixa ou embalagem especial.
− Entrega expressa, em até 24 horas.
− Equipe treinada para atender bem os clientes e solucionar seus problemas com agilidade.

2 – Segmentos de mercado

Nesse item, vamos definir quem são os clientes pagantes, usuários e influenciadores.

− Clientes pagantes
− Os pais que compram as canetas para os filhos.
− As pessoas que compram as canetas para si mesmas.
− Pessoas em busca de presentes e empresas que podem encomendar para seus funcionários.

Vale ficar atento a esse item, pois alguns segmentos de empresas possuem usuários que não vão pagar pelos serviços, mas que devem ser informados nessa etapa. Um exemplo clássico é o Google, que possui usuários não pagantes (quem faz pesquisas no buscador, por exemplo) e ainda as empresas que pagam para anunciar seu negócio na plataforma.

⇒ Dica do Nakagawa: O Canvas não possui a área de concorrentes, mas é válido falar sobre o mercado e incluir essas informações nesse item.

3 – Canais

Aqui, vamos definir quais serão os meios para levar seu produto até o cliente.

− A Canetas Online vai utilizar, inicialmente, exclusivamente a loja virtual. E almeja parcerias com empresas para vendas em grande lote.

4 – Relações com clientes

Nessa etapa, vamos descobrir quais serão os meios de contato do consumidor com a marca. Não devemos nos limitar apenas a canais de relacionamento, mas também de marketing e fidelização.

− Atendimento via SAC e redes sociais.
Newsletter para criar vínculo.
− Redes sociais para trabalhar imagem.

5 – Fontes de renda

Hora de dizer como ganhar dinheiro com o seu negócio.

− No caso da nossa empresa fictícia, Canetas Online, teremos a resposta via vendas efetivas pela loja virtual e pelas parcerias com empresas. Mas poderia ser, por exemplo, em outros casos, taxas de uso, assinatura, licenciamento etc.

6 – Atividades-chave

⇒ Dica do Nakagawa: nesse item devemos colocar de três a cinco atividades, que deverão ser executadas muito bem.

Entram nesse tópico apenas aquelas essenciais para seu negócio funcionar.

− Ser uma alternativa de presentes (canetas customizadas para funcionar como lembrancinha).
− Customização em tempo real: é necessário ter ferramenta online que possibilite as opções para o cliente criar sua caneta.
− Chat em tempo real com um designer para dicas ou dúvidas.

7 – Recursos-chave

Nesse item, entram todos os recursos humanos e tangíveis que a empresa precisa ter para executar sua proposta.

− Uma equipe de dois designers que possam interagir com os clientes em tempo real.
− Um escritório, computadores e plataformas que permitam a customização online.
− Uma pessoa para cuidar de abastecimento, finanças, compras e logística.
Hospedagem de site e plataforma de loja virtual.

8 – Parcerias-chave

Hora de pensar nos parceiros que você precisa para executar suas atividades.

− A Canetas Online vai optar por trabalhar com fornecedores, sendo assim, a matéria-prima e a produção serão terceirizadas.
− A entrega das encomendas também será feita por terceiros, como Correios e serviços de entrega expressa.
− Além disso, a empresa vai contar com a parceria de um site de presentes para divulgar seu negócio.

9 – Estrutura de custos

Nessa etapa, é hora de saber quais serão as principais saídas de caixa.

− Custo com recursos humanos.
− Custo do aluguel do escritório.
− Custo com fornecedores (de produção e entrega).
− Investimento em marketing e divulgação.

⇒ Dica do Nakagawa: incluir nesse item possíveis otimizações de como você pode reduzir seus custos e também aumentar suas margens de lucro.

Ufa, após ter seu Canvas todo preenchido, ainda é necessário atentar a alguns pontos citados pelo professor:

Inclua tendência no seu modelo

“Tendência de mercado é um tópico que não existe no Canvas Modelo de Negócio, mas eu sugiro colocá-lo. Vale a pena analisar o que deve acontecer nos próximos cinco anos no segmento que você escolheu, isso vai ajudar a minimizar possíveis surpresas futuras”, sugere o professor.

Convide pessoas para participar da criação do Canvas

 “Na hora de montar seu Canvas, sugiro chamar alguém de fora da empresa para acompanhar a criação. Essa pessoa vai trazer um olhar diferenciado e não viciado”, diz Nakagawa.

Onde conseguir o modelo?

Estão disponíveis diversas ferramentas online que permitem a criação do método Canvas. Então, fica à sua escolha criá-lo no mundo virtual ou imprimir sua metodologia e usá-la com post it, por exemplo.

Entre as ferramentas online estão a canvanizer.com (gratuita) e a Lean Launch Lab. Se quiser, também é possível baixar o Canvas em PDF