LOGO UOL HOST

Receba por e-mail as novidades e publicações da Academia UOL HOST

10 desculpas que você deve parar de usar agora mesmo para não abrir seu negócio

Como diz a frase célebre de Albert Einstein: “O único lugar em que o sucesso vem antes do trabalho é no dicionário”. Não tem jeito, se o seu sonho é abrir seu negócio próprio e investir em sua ideia, é preciso batalhar, ser persistente e encarar as dificuldades como oportunidades.

Pode parecer muito clichê, mas o fato é que dificilmente você vai ler a história de alguém que se deu bem sem suar a camisa antes. A melhor forma é se concentrar e acreditar em você mesmo. Para isso, que tal começar eliminando aquelas “desculpinhas esfarrapadas”? Confira dez delas, logo abaixo, e corte-as agora mesmo do seu vocabulário.

1 – “Não sei por onde começar”

Você acha que tem a ideia perfeita e o dinheiro necessário, mas não sabe como fazer seu negócio acontecer. Não é desculpa.

O que você precisa é ter coragem para dar o primeiro passo. Se quiser se sentir mais confiante, procure conhecimento. Busque na internet e em livros tudo o que precisa saber para começar um negócio e vá em frente.

A resposta: O portal do Sebrae oferece cursos a distância sobre como iniciar um pequeno ou grande negócio. Além disso, alguns livros também podem ajudá-lo a começar. Um exemplo é: Do Sonho à Realização em 4 Passos, de Steven Gary Blank.

2 - “Estou velho para isso”

Se você for encarar a vida com essa visão, sempre será tarde demais para tudo. Por isso, esqueça esse pensamento, pare de perder tempo e corra atrás dos seus sonhos.

Você se lembra daquele ditado “antes tarde do que nunca”? É exatamente isso que as pessoas que não têm medo de empreender, em qualquer idade, pensam.

A resposta: Uma pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Qualidade e Produtividade (IBQP) em conjunto com a FGV e o SEBRAE, apresentou que em 2015, 8,4% dos empreendedores iniciantes tinham entre 55 a 64 anos. Em 2007 esse percentual era de 4,9%.

⇒ Para se inspirar

Marck Krauze, sócio-fundador do aplicativo Ezmall, focado em atrair consumidores para lojistas de acordo com a localização, é um exemplo de empreendedor que começou sua startup depois dos 40 anos. Sua empresa espera faturar 7 milhões de reais até o fim deste ano.

3 − “A economia do país (ou do mundo) está em crise”

É fato que não estamos vivendo o melhor momento econômico no Brasil, mas isso não pode ser mais um motivo para adiar sua empreitada.

Se por um lado o consumo cai com a economia em recessão, por outro o cenário pode ser mais favorável a um novo negócio, pela baixa competitividade.

A resposta: No comércio eletrônico, por exemplo, a crise parece estar sendo ignorada pelos empreendedores. Pesquisa recente do Ibope Conecta, mostra que 85% acreditam que o setor seguirá crescendo este ano, com resultados superiores a 25% para um terço deles. Os outros dois terços apostam em alta de até 20%.

Talvez para quem queira começar um negócio esse ano, o online seja o melhor caminho. Procure identificar oportunidades que ninguém está explorando ainda, focando em necessidades do consumidor.

⇒ Dica: Um bom exercício para se colocar no lugar do consumidor e descobrir suas necessidades é praticando a técnica do Design Thinking.

4 – “Ter um emprego é mais seguro do que empreender”

Pode até ser verdade, mas isso não deve impedi-lo de se arriscar em busca do seu sonho. A verdade é que na vida sempre teremos de correr riscos se quisermos sair da zona de conforto e buscar nossa realização, seja pessoal ou profissional.

A resposta: Para se sentir mais confortável nessa mudança, você deve se planejar, ter um pé de meia para conseguir pagar suas dívidas enquanto seu negócio ainda não gera lucro. Além disso, você pode buscar mentores, investidores ou sócios que possam ajudá-lo com o trabalho antes de largar o emprego definitivamente.

5 – “Mas há muita concorrência”

Boa notícia. Isso significa que você escolheu um segmento promissor e com alto número de consumidores.O grande segredo vai ser, então, procurar oportunidades nesse mercado que ainda não foram exploradas por outros negócios.

A resposta: Para ajudar a se diferenciar de seus concorrentes, você deve estudá-los. Isso inclui mapear quem são as empresas que atuam diretamente no seu segmento e também aqueles que não são concorrentes diretos, mas que podem influenciar no sucesso de seu negócio. Faça um plano descrevendo quais são as principais forças e fraquezas dessas empresas, preços, condições de pagamento, estratégia de promoção e produtos oferecidos.

Com essas informações, você ficará mais preparado para encarar o mercado e conquistar seus consumidores.

6 − “Não tenho o dinheiro suficiente”

Ser um empreendedor é a arte de conseguir fazer tudo com poucos recursos, principalmente no começo. Você precisa ser criativo para conseguir se dar bem com pouco investimento.

A resposta: Você pode recorrer a um empréstimo ou procurar investidores dispostos a colocar dinheiro no seu negócio, assim não precisará desembolsar uma grana alta no começo. Para encontrar a pessoa certa, comece a frequentar eventos relacionados ao seu mercado, palestras e até redes sociais segmentadas, nelas você pode conseguir o parceiro ideal para ajudá-lo nas finanças iniciais.

⇒ Para se inspirar

Já ouviu a história da “startup de 30 reais”? Com apenas esse investimento, Jonny Ken fundou o Migre.me, um dos encurtadores mais usados no Brasil. O serviço chegou a registrar 300 milhões de URLs compactadas, o equivalente a 1,6 URL compactada por segundo.

Quer saber mais? O fundador dessa startup, atualmente, faz parte do time de Colunistas do UOL HOST e você pode conferir curiosidades e dicas dele todo mês.

7 – “Não tenho as competências certas”

Cada pessoa tem seus pontos fortes e fracos. Se você acredita que não tem todas as competências que seu negócio exige, então pode buscar um sócio. Essa segunda pessoa deve ser alguém que agregue exatamente aquilo que você acredita não ter.

Mas, há algumas habilidades que não tem jeito, se você não tem, precisa desenvolvê-las. Elas são importantes para quem quer empreender.

A resposta: O site Socioteca é uma rede social voltada para promover ideias e negócios. Lá, você pode interagir com outras pessoas e encontrar o sócio ideal.

Além disso, você pode procurar cursos gratuitos e muito conteúdo rico na internet para desenvolver e ampliar seus conhecimentos (tem alguns links lá na primeira desculpa).

8 – “Não encontrei a ideia perfeita”

E talvez você nunca a encontre mesmo, se é que ela existe. O que você deve fazer é acreditar na sua opção de negócio. Para se sentir mais seguro, procure fazer pesquisas de mercado e encontrar quais são as oportunidades nesse meio que você escolheu.

Além disso, muitas empresas começam de um jeito e, com o tempo, vão adaptando seu modelo de negócio.

A resposta: Para ajudar a sua criatividade e a busca por novas ideias, procure quebrar a rotina e fazer atividades nada habituais. Com a mente relaxada, as melhores ideias aparecem. Uma dica é buscar nichos para investir, quanto menos amplo for seu leque, maiores as chances de se tornar especialista e referência em um assunto.

Você também pode ler um livro e se inspirar na história de outros empreendedores. O título 20 Regras de Sucesso do Pequeno Empreendedor, além de trazer dicas, conta histórias reais de negócios que deram certo. Quem sabe você não encontra a ideia perfeita ao ver como outras pessoas fizeram?

9 – “E seu eu falhar?”

Se o seu negócio não der certo, você vai levantar a cabeça e falar com orgulho que pelo menos tentou. Na nossa cultura, o fracasso ainda é visto como algo negativo por muita gente, masele faz parte da vida de qualquer empresário de sucesso.Por isso, fique tranquilo, você não é o primeiro a passar por isso.

A resposta: Descubra onde foi que sua empresa errou, conserte e, como dizia Raul Seixas, tente outra vez. O primeiro passo será aceitar a situação, depois buscar conversar com outros empreendedores que também passaram pela mesma situação, isso vai ajudar você a superar o momento e seguir em frente e, quando estiver pronto, prepare-se para empreender novamente.

Para se inspirar

Grandes personalidades têm histórias de derrotas em seu passado, antes do sucesso. É o caso de Richard Branson, que lançou 400 projetos e ideias, que não deram em nada, até, finalmente, fundar a Virgin.

Confira outras histórias inspiradoras que provam que obstáculos fazem parte do sucesso.

10 – “Não tenho tempo”

O tempo é igual para todos nós. O dia sempre vai ter 24 horas, e não adianta se lamentar por isso. Se você quer abrir sua própria empresa, deve adaptar sua rotina e administrá-la para encontrar o tempo que você precisa para se dedicar ao seu sonho de empreender. Isso também não é desculpa.

A resposta: Para ajudá-lo nessa organização de tarefas, você pode contar com aplicativos como o Free time, que analisa seus compromissos e enfatiza seus horários livres. Assim você saberá quando terá tempo disponível para se dedicar à criação do seu negócio.

⇒ Dica: Mensalmente, você encontra na academia artigos do especialista em produtividade e gestão de tempo, Christian Barbosa.

O Neotriad também é uma boa opção. Com ele você controla sua agenda e consegue ter uma visão global do que te faz gastar mais tempo. E mais, existem alguns truques para ser um empreendedor no nível avançado.

E agora, qual vai ser sua desculpa para sacudir a poeira e começar e empreender?