LOGO UOL HOST

Receba por e-mail as novidades e publicações da Academia UOL HOST

8 ideias de negócio que você gostaria que tivessem sido suas

Quem tem o sonho de empreender, muitas vezes, perde tempo procurando a ideia perfeita, e acaba deixando-a escapar porque ela pode ser mais simples do que parece.

Nesse texto, você vai conhecer oito negócios inovadores que surgiram de ideias que, em um primeiro momento, podem parecer bobas, inúteis, absurdas ou bem pouco promissoras (mas que deram certo e muito!).

Essas empresas mostram que o mais importante para conseguir o sucesso em sua empreitada é enxergar uma oportunidade no segmento que você escolheu e buscar soluções simples para problemas reais. Confira.

1 − Laranjas Online: laranja direto do pé

Você já pensou em vender laranjas pela internet? Parece maluco, mas a fazendeira Alessandra Sodré apostou no mundo virtual para superar a queda na economia do país entre 2008 e 2012.

Sua fazenda, que antes atendia apenas a indústria, começou a entregar laranjas frescas para pessoas físicas e pequenos comerciantes. Foi assim que a Laranjas Online nasceu.

O interessante é que, apesar de 80% da produção ser destinada às indústrias e o restante ao online, o faturamento arrecadado pelo virtual, segundo sua criadora, é maior que o conseguido nas vendas para a indústria.

2 − BR Mobile: Locação de dispositivos móveis

Alugar tablets e iPads virou o negócio de Guto Ramos e Rony Breuel. A empresa começou, em 2011, com um investimento de 12 mil reais. Os principais consumidores eram turistas, empresas de eventos corporativos e restaurantes.

A empresa deu certo e já no seu segundo ano de vida, o faturamento foi de 2 milhões de reais. O valor da diária de um tablet é, em média, 14,90 reais.

3 − Lava Lamp ou Lâmpada Lava

Criada pelo britânico Edward Craven Walker, em 1963, a Lava Lamp virou um objeto de decoração para as casas em diversos países. Utilizando energia elétrica, óleo e álcool, a Lava Lamp cria balões coloridos dentro do seu suporte de vidro, deixando o ambiente colorido e divertido.

A empresa já está no mercado há 52 anos e foi reconhecida como um dos clássicos do design na Inglaterra. Além disso, essa lâmpada já apareceu na decoração de filmes como Super-Homem II e no estúdio de gravação de David Bowie, em 1971.

4 – SnuggWugg: travesseiros interativos

Travesseiros interativos que ajudam a distrair o bebê enquanto os pais trocam a fralda e vestem as crianças. A ideia simples da SnuggWugg deu certo. A iniciativa veio da americana Lisa Cash Hanson, após ter um filho e perceber a dificuldade que esse momento representava para os pais.

O projeto ganhou patrocínio da marca de fraldas Huggies e virou um sucesso nos Estados Unidos em 2013, ano do seu lançamento. Mesmo antes de entrar efetivamente no mercado, a empresa faturou, em 2012, o prêmio Huggies Mom Inspired Grant, e recebeu 15 mil dólares na época. Em 2013, o empreendimento de Lisa apareceu entre os 10 pequenos negócios mais inovadores na revista Entrepreneur. 

5 – Chocolate Shooter: Aroma de chocolate

O chocolatier belga Dominique Persoone inovou no mercado quando criou um dispositivo para cheirar chocolate. É isso mesmo, sua proposta é oferecer o cheiro do cacau para quem não quer engordar e se satisfazer só com o aroma do produto.

O belga vendeu mais de 25 mil produtos em diferentes países, como Canadá, Austrália, Estados Unidos, Rússia e Índia. O valor do chocolate shooter é, em média, 45 euros.

6 – Airbnb: Locação online de quartos

Já pensou em ganhar uma graninha extra alugando um quarto vago na sua casa? O Airbnb foi fundado por três amigos, os americanos Nathan Blecharczyk, Brian Chesky e Joe Gebbia, que viram uma oportunidade no mercado hoteleiro, na época, na cidade de São Francisco (EUA).

O site virou uma eficiente ferramenta de locação de quartos, casas e apartamentos com preços competitivos. As próprias pessoas postam seus quartos e fecham com o hóspede. O Airbnb tem opções em mais de 33 mil cidades em 192 países. Em 2011, e empresa foi avaliada em 1 bilhão de dólares.

7 − Little Miss Matched: Meias sem par

Quem disse que sempre precisamos comprar meias com pares iguais? O Little Miss Matched inovou e começou a vender meias para um único pé, sendo assim, você pode montar o seu próprio par.

A ideia deu tão certo que a loja criou uma linha completa, incluindo roupas, pijamas e acessórios, além das meias. O faturamento do Little Miss Matched tem atingindo 40 milhões de dólares ao ano.

8 − Never Liked It Anyway: presentes e acessórios de noivas não usados

O que fazer ao ser abandonada no altar? Ganhar dinheiro e seguir em frente. Foi assim que pensou Annabel Acton, após levar um “pé na bunda”, mesmo com tudo pronto para o casamento e muitos presentes já ganhos.

Ela resolveu criar um espaço online para, além de desabafar sobre sua história, vender presentes e itens que lembrassem seu ex.

No site é possível, além de vender, comprar itens como vestidos de noiva, joias e até móveis por um custo menor. Nos primeiros meses de vida, o Never Liked It Anyway contava com uma média de 20 mil visitantes por dia. O negócio de Annabel foi também destaque em mídias como The New York Times, NBC e Marie Claire. A página no Facebook do site conta com mais de 4 mil likes.