LOGO UOL HOST

Receba por e-mail as novidades e publicações da Academia UOL HOST

Por que definir metas? Entenda a mente dos empreendedores analisando o comportamento das ovelhas

Por Bruno Perin

Definir metas é algo comum na vida de qualquer pessoa. Algumas vezes o fazemos conscientemente e outras sem pensar, mas sempre as temos. Agora, a grande questão está em atingi-las. Isso, definitivamente, é algo bem mais complexo.

Uma explicação para isso pode ser encontrada numa pesquisa neurocientífica feita na Irlanda. Nessa pesquisa, os cientistas tentavam explicar por qual motivo era tão difícil fazer com que uma ovelha andasse em linha reta por uma longa distância. A justificativa para isso é que as ovelhas, ao olharem os grandes campos planos em que estavam, não enxergavam um fim no caminho que deveriam percorrer. Ou seja, não percorriam as distâncias pelo medo de não chegar a lugar algum e de gastar energia desnecessariamente.

A razão pela qual esse estudo explica a nossa dificuldade em atingir metas é simples. Conforme outras pesquisas neurocientíficas, nossa mente trabalha de maneira semelhante à que foi descrita acima. Resumindo: nosso cérebro é parecido com o de uma ovelha. Se ele não enxerga de maneira clara o fim, dificilmente dará o primeiro passo para chegar até ele.

De forma bem simples: por que você vai gastar energia sem ao menos saber o motivo? Você teria ânimo para sair correndo agora, e fazer uns 20 quilômetros, sem que eu te dissesse que é para uma maratona, ou para espairecer, ou, ainda, para perder peso? Ou seja, correr sem sentido nenhum?

Tá. Mas o que fazer, então? No experimento dos cientistas irlandeses, a conclusão a que eles chegaram, juntamente com os profissionais responsáveis pelo rebanho, foi que para fazer com que as ovelhas percorressem a distância desejada fossem utilizados alguns muros representando pequenos objetivos.

Colocava-se uma parede no chão, dentro do campo de visão da ovelha, de modo que o problema de não enxergar um fim no caminho fosse eliminado. Dessa forma, a ovelha andava em direção ao muro e, em seguida, outros muros eram usados com a mesma finalidade, até que a ovelha tivesse percorrido o trajeto desejado.

De forma análoga, o que o ser humano pode fazer para mais facilmente atingir suas metas é estabelecer pequenos objetivos, intermediários, para que assim o cérebro consiga ter maior facilidade em visualizar o objetivo final, que no caso é a meta estipulada anteriormente.

Entretanto, para cumprir esses objetivos intermediários são necessárias organização e disciplina. Assim, uma boa solução para pôr essa ideia em prática é estruturar resultados (um dos pilares da PNL) em uma pequena planilha, cada uma contendo suas principais metas e os objetivos que julgar necessários para torná-las mais próximas de ser atingidas. Revisá-las semanalmente é um bom método para se manter empenhado.

Metas, de maneira geral, são importantes porque dão um norte para nossa vida e nos inspiram. Entretanto, pode acontecer de alguém mudar seu objetivo de vida no decorrer de sua caminhada ou até mesmo se dar conta que não tem uma meta bem definida. Isso não é problema, pois é normal que elas sofram adaptações. Lembre-se: grandes sonhos são alcançados por meio de pequenas conquistas.

Deixo vocês com uma frase que costumo falar para amigos: “O importante é entender que nenhum passo é mais vibrante quanto aquele que você sabe para onde vai”.

Você pode ler e ver mais sobre o assunto no meu canal do YouTube e no Slideshare