LOGO UOL HOST

Receba por e-mail as novidades e publicações da Academia UOL HOST

Beleza masculina: um nicho de oportunidades para o e-commerce brasileiro

Lojas virtuais apostam no segmento e fazem sucesso

Esqueça aquele papo de que só mulher é vaidosa. Os homens também se preocupam com a aparência e até gastam (muito!) com produtos e serviços de beleza.

O que antes era tido como conversa voltada apenas para o público feminino, agora reina nas rodinhas “dos cuecas”. Diversas empresas deram uma “cara de macho” ao negócio, buscando conquistar esse novo consumidor ávido por manter o corpo, a saúde e a beleza em dia. A Associação Brasileira de Clínicas e Spas afirma que os homens movimentam 30% desse mercado.

⇒ Leia também: Como criar uma loja virtual de cosméticos de sucesso

E nada de pedir ajuda para a mãe, esposa ou qualquer outra mulher. Eles fazem questão de eleger suas marcas e produtos favoritos. Uma pesquisa encomendada pela L’Oréal aponta que 85% dos homens fazem questão de comprar seus próprios produtos de beleza.

Com essa mudança de comportamento, o mercado de nicho, mais uma vez, ganha destaque. Tem empresa investindo exclusivamente no segmento de beleza masculina e se dando bem!

É o caso da loja virtual Sobrebarba, marca de produtos desenvolvidos especificamente para o cuidado da barba.

O e-commerce surgiu da união do publicitário – e barbudo – Samuel Tonin com a também publicitária Fernanda Kawazoe. Ele sempre achou difícil encontrar, no Brasil, produtos específicos para o cuidado da barba, tendo de recorrer à compra de produtos importados ou adaptando produtos, como xampus e sabonetes.

“Falando com alguns amigos também barbudos percebi que esse problema não era só meu. E como estava pensando em empreender havia um tempo, veio a ideia de lançar a marca”, lembra Tonin.

O investimento inicial da marca, que envolveu tanto a criação da empresa quanto a produção dos primeiros produtos, foi de 260 mil reais. E o retorno foi muito bom e logo de cara.

“No lançamento da marca [em 2014], tivemos um volume grande de vendas. Chegamos a ter mais de 100 pedidos em um único dia. Agora já temos clientes em todos os estados do país”, conta o barbudo.

Hoje, a Sobrebarba apresenta uma linha de produtos testados em barbas de verdade, composta de xampus, óleos de barba e ceras de bigode, e aposta em matérias-primas naturais e de origem vegetal.

Completa a proposta da marca uma seleção de acessórios, que inclui pentes de madeira fabricados manualmente, dente por dente.

Eles também buscam conveniência

Falta de tempo – ou preguiça mesmo – também não é desculpa para o homem se descuidar. Para isso, a The Upper, startup que tem como objetivo ser uma espécie de secretária online para os mais atarefados, oferece o serviço Men Care: compra de produtos para a beleza masculina com entrega em casa.

Com mais de 130 produtos voltados para esse nicho, o cliente monta um kit com os itens que quer receber, determina uma data para a entrega e pode fazer uma assinatura que permite que ele receba, todos os meses, os produtos escolhidos.

A iniciativa é dos quatros sócios − Olavo Drummond, Douglas Freire, Arthur Sales e Alexandre Cardarelli −, que investiram, em 2014, cerca de 200 mil reais na ideia. Para 2016, eles pretendem ampliar ainda mais o portfólio de serviços, fechar novas parcerias e oferecer mais vantagens aos clientes.

“O nosso diferencial dentro desse ramo de beleza masculina está no atendimento personalizado ao cliente. Esse alinhamento entre expectativa e entrega fideliza o consumidor”, avalia Arthur Sales, responsável pelo comercial da marca.

Além dos cremes de barbear

Engana-se quem pensa que a vaidade masculina se resume a desodorantes, cremes de barbear e xampus. Tudo bem que eles continuam na lista de prioridades, mas outros produtos também chamam a atenção.

Pesquisa feita pela agência JWT mostra que 54% dos homens usam produtos para os cuidados com a pele, como hidratantes e cremes para os olhos, 33% depilam ou removem pelos, 39% usam protetor para lábios, 29% fazem manicure e 24% investem em tratamentos faciais.

Foi apostando na diversidade de produtos que a Men’s Market se tornou um dos grandes cases do setor. Fundada em 2012 com apenas duas marcas, hoje, a loja virtual vende produtos de fabricação própria, além de fechar parcerias exclusivas com grandes empresas do mercado.

A loja atende todo o Brasil e conta com mais de 2 mil produtos em suas prateleiras de mais de 80 marcas diferentes. Entre eles podemos encontrar cremes antirrugas e antiacne, creme alisador de cabelo, corretivos, gel redutor de gordura e protetores solares.

 No ano passado, a loja registrou faturamento de 7 milhões de reais.

Convencido de que os homens também são potenciais clientes do mercado de cosméticos e beleza?