LOGO UOL HOST

Receba por e-mail as novidades e publicações da Academia UOL HOST

As melhores lições de todos os tempos do 007 para empreendedores

7 atitudes do agente para colocar em prática no dia a dia de sua empresa

O mundo dos negócios tem muito a aprender com os filmes do 007. Afinal, trata-se de uma das franquias mais longas e de maior sucesso de todos os tempos: o famoso agente secreto James Bond está nas telonas desde 1962.

No decorrer dos anos, a franquia passou pelas mãos de diferentes diretores e teve seu personagem principal vivido por seis atores. Baseada na obra literária de Ian Fleming, a trama rendeu 23 filmes oficiais, que nem sempre agradaram ao público e à crítica, mas que não falharam em levar os fãs ao cinema.

E agora não é diferente. Com a aguardada e comentada estreia do 24º filme da série, 007 − Contra Spectre, a história de Bond prova-se capaz de evoluir e permanecer com apelo e relevância com o passar das décadas.

A própria trajetória da franquia pode ser tomada como uma grande inspiração para empreendedores – o sucesso, os obstáculos, as adaptações e a capacidade de se renovar e continuar a atrair o público.

⇒ Leia também: 7 lições dos personagens de Tarantino para os empreendedores

Mas a saga do protagonista também é fonte de ensinamentos importantes, que podem ser facilmente transportados para o universo profissional. A seguir, selecionamos sete das melhores lições para empreendedores trazidas pelos filmes de 007. Prepare-se para possíveis spoilers e confira!

1. O plano não está funcionando? Perseverança!

Até o mais capaz dos profissionais pode (e deve!) acabar com um plano que não está funcionando muito bem. Diante dos obstáculos e possíveis fracassos, é importante perseverar para recalcular a rota e dar a volta por cima.

É o que acontece em 007 − Um Novo Dia para Morrer (2002). Lançado no 40º aniversário da franquia, o longa começa com a captura de Bond – vivido por Pierce Brosnan – em plena missão. O agente é preso e torturado pelo governo da Coreia do Norte, mas é libertado e retoma a missão, dessa vez alcançando o sucesso.

2. Não subestime seus concorrentes

A rivalidade e a luta contra grandes vilões é uma constante nos filmes de James Bond. Assim como o herói, os inimigos fazem uso de todos os recursos que possuem em busca de atingir seus objetivos e, sempre que subestimados, ocasionam riscos ou atrasos para o sucesso da missão do agente.

Em 007 − Viva e Deixe Morrer (1973), Bond, interpretado pela primeira vez por Roger Moore, investiga o político dr. Kananga e sua relação suspeita com o chefe do narcotráfico mr. Big.

É só depois de desdobrar planos e enfrentar várias armadilhas que Bond descobre que Kananga e Big são, na verdade, a mesma pessoa.

Transpondo para a realidade dos negócios, estar atento às estratégias da concorrência deve ser uma atividade permanente no cotidiano de qualquer empresa. Afinal, só é possível inovar e destacar-se no mercado quando o acompanhamento é feito de perto e você não é pego de surpresa.

Observe as ações dos concorrentes, perceba quais são seus objetivos e avalie a repercussão obtida – algumas vezes, uma tática simples pode representar um grande avanço para o outro e a perda de espaço da sua marca.

3. Adapte-se às mudanças de cenário

As missões de Bond têm cobertura mundial, fazendo com que o agente tenha de passar por diversos países e precise lidar com novas táticas em cada um dos lugares que visita.

No segundo filme da franquia, Moscou Contra 007 (1963), Sean Connery leva seu James Bond para trabalhar em diferentes territórios, aproveitando-se dos recursos disponíveis a cada mudança. A missão começa em Istambul, desenrola-se, em grande parte, dentro de um trem e termina em um hotel de Veneza.

O mercado está em constante mudança e o empreendedor deve estar sempre atento às alterações de cenário. Buscar a adaptação do negócio e ter a capacidade de se adaptar é fundamental para a sobrevivência da empresa.

4. Ter autoconfiança é primordial para o sucesso

Bond é um personagem cheio de confiança em si mesmo – e isso faz com que os outros personagens também confiem nele.

No filme de maior bilheteria de toda a franquia, 007 – Operação Skyfall (2012), o agente, encarnado por Daniel Craig, passa um tempo afastado do serviço. Após um ataque ao MI6, Bond resolve retomar as atividades e, ainda que não seja aprovado nos testes, é aceito de volta por M e não deixa a desejar em seu desempenho.

Da mesma forma, o empreendedor deve acreditar na própria capacidade e no potencial do seu negócio. Assim, é possível levar os planejamentos adiante e buscar o crescimento. Além disso, é um fator de peso para inspirar outras pessoas a acreditar no negócio também – funcionários, parceiros, investidores e clientes precisam sentir essa confiança.

5. Valorize seus relacionamentos e contatos

Em suas missões, Bond não se apoia apenas em suas próprias habilidades. O protagonista está sempre lançando mão da colaboração de outras pessoas para conquistar seus objetivos.

Em 007 − O Amanhã Nunca Morre (1997), o James Bond de Pierce Brosnan é escalado para evitar uma guerra que pode ser causada por conflitos entre Reino Unido e China. No decorrer da missão, o protagonista encontra Wai Lin, uma agente chinesa que também busca a resolução do caso. Os dois acabam unindo forças e continuam a missão juntos.

Construir uma boa rede de contatos, relacionamentos e parceiros é uma ótima forma de assegurar que sua empresa terá suporte naqueles momentos em que não se pode percorrer um caminho sozinho.

6. Use a tecnologia em seu favor

É no filme de 1964, 007 – Contra Goldfinger, que Bond, então interpretado por Sean Connery, aparece pela primeira vez com seu Aston Martin, que viria a se tornar presença constante nos filmes seguintes da franquia. O carro conta com várias modificações e apetrechos que servem para ajudar Bond em suas missões.

Nas empresas, a tecnologia pode ser encarada da mesma forma. Embora exija bons profissionais para a operação, investimento em tecnologia pode ser a solução para problemas e uma forma de otimizar o desenvolvimento do negócio.

⇒ Leia também: 20 aplicativos que todo empreendedor precisa baixar agora em seu smartphone

7. Ações de risco podem valer a pena

Situações de risco são a base da franquia, que sempre coloca seu protagonista em estratégias arriscadas para conseguir completar as missões com sucesso.

Em 007 – Marcado Para a Morte (1987), estreia de Timothy Dalton como James Bond, temos uma dessas ações de risco que acabam compensando. No início do filme, Bond decide poupar a vida de Kara Milovy, supostamente uma inimiga que deveria ser morta. Durante a trama, porém, descobre-se que ela era manipulada pelos vilões, e a moça acaba aliando-se aos objetivos do herói.

Nos negócios, tomar decisões arriscadas também pode gerar ótimos resultados e representar um crescimento que não seria possível apostando em estratégias mais “seguras”. Antes de arriscar, estude a fundo suas possibilidades e verifique o cenário em que está inserido.

⇒ Leia também: Como Mad Max resolveria os 6 problemas mais comuns de um empreendedor

Anotou as dicas? Então já pode se preparar para assistir ao novo filme e aprender uma nova lição com o agente!