LOGO UOL HOST

Receba por e-mail as novidades e publicações da Academia UOL HOST

Webinar - Planejamento 2016: o que o pequeno empreendedor digital deve considerar para ser mais competitivo

Confira, também, algumas perguntas e respostas inéditas

Após um ano economicamente difícil para todos, a expectativa é que 2016 traga a recompensa. No entanto, um bom ano não depende somente da economia do país, é preciso, também, que o empreendedor se planeje para os próximos meses.

Para ajudá-lo a fazer sua parte e ter um ano mais competitivo, Adriano Campos, consultor de marketing do Sebrae-SP, ensina todos os passos que o pequeno empreendedor digital deve seguir para um montar um planejamento eficaz para o seu negócio.

Se você perdeu esse webinar cheio de dicas importantes, não se preocupe, você pode vê-lo agora! É só se cadastrar abaixo:

http://bit.ly/planejamento2016

E, conforme prometido na apresentação, o Adriano respondeu, com exclusividade para os leitores da Academia UOL HOST, a algumas perguntas que não foram lidas durante a apresentação. Confira:

O que recomenda a uma pequena empresa que vende produtos específicos e serviços técnicos especiais no sentido de fomentar seus negócios?

Acredito que o mais importante é compreender detalhadamente o perfil, os hábitos e o comportamento dos clientes-alvo. Com base nessas três “pistas”, a empresa tem mais informações para identificar quais caminhos seguir.

O fato de os produtos serem muito específicos e a prestação de serviços técnicos pressupõem que seu público pode ser de nicho, portanto, não vale a pena investir em ações promocionais que atinjam todos de forma indiscriminada.

Não se esqueça de que públicos muitos específicos podem valorizar conteúdos relevantes e qualificados a respeito de suas necessidades e desejos. Invista, portanto, na produção de textos, vídeos, fotos, áudios, depoimentos e cases.

Como resolver o problema da garantia (troca e devolução)? Muitos clientes devolvem um produto por não lerem o manual do usuário ou por desconhecerem o produto.

É necessário, portanto, ajudá-los a ter informações mais qualificadas antes de efetuarem a compra. Além de disponibilizar o manual para consulta ou para download, a empresa poderia criar um resumo dos pontos mais relevantes para o uso do produto. Esse tipo de informação pode ser incluído no campo de descrição do produto e, caso exista algum item extremamente crítico, penso que vale a pena destacá-lo visualmente com um “selo de alerta” ou qualquer outro recurso visual que chame a atenção antes da compra.

A loja poderia, também, avaliar a possibilidade de criar uma lista de perguntas e respostas mais frequentes (FAQ). Algumas lojas eletrônicas têm produzido vídeos curtos apontando as principais características dos produtos, já que o consumo de vídeos está em crescimento por parte dos consumidores.

⇒ LEIA TAMBÉM: 5 coisas que só um vídeo pode fazer por sua loja (as fotos que nos perdoem!)

Em questão de segurança. Você acha cabível colocar imagem ou até mesmo foto de sua empresa ou loja física no e-commerce?

Acho que é cabível, se você julgar que a imagem da sua loja física ajuda a reforçar a “marca eletrônica”. Melhor, ainda, se o cliente puder transitar entre as unidades, por exemplo, comprar ou reservar na loja virtual e retirar na loja física.

Não se esqueça de que, na internet, o poder de influência de uma imagem é extremamente relevante. Portanto, dê preferência a um profissional de fotografia para ajudá-lo a fazer boas imagens. Fotos amadoras podem passar má impressão.

Como posso selecionar empresas de logística para a entrega de produtos?

Dê preferência a empresas especializadas no comércio eletrônico. Uma grande vantagem é ter um fornecedor que esteja integrado com a plataforma ou com os sistemas de gestão da sua loja.

Considere, também, que é interessante ter acesso a ferramentas de controle e rastreamento de seus pedidos. Certamente você e seus clientes ficarão muito mais tranquilizados ao saber por onde andam as mercadorias.

A empresa também deve oferecer atendimento imediato e por meio de diversos canais, pois imprevistos podem acontecer e a agilidade será necessária para corrigir falhas. Além das próprias empresas, não deixe de consultar outros empresários e levar em consideração suas opiniões e experiências.

Nas lojas virtuais há incidência de impostos?

Uma loja virtual também deve pagar impostos, respeitar o código do consumidor e cumprir com todas as obrigações previstas em lei. Procure um contador e um advogado para receber orientações mais específicas a respeito.

Gostou desta apresentação? Visite nossa galeria de webinars e encontre outros vídeos que podem ajudá-lo bastante!