LOGO UOL HOST

Receba por e-mail as novidades e publicações da Academia UOL HOST

4 dicas para fazer uma segmentação correta de seu público

Aprenda a segregar seus contatos e potencialize suas campanhas e anúncios

Se você tem um negócio próprio, já deve ter percebido que um mesmo público pode ser composto de vários tipos de cliente. Por exemplo, se você é dono de uma loja multimarcas, onde vende tanto roupas nacionais quanto importadas, é possível que tenha um grupo de clientes que vá a sua loja somente comprar roupas nacionais – vamos imaginar que esse público gaste cerca de 100 reais por visita. Já o outro grupo só consome roupas importadas, e o tíquete médio deles chega a 600 reais. Ambos são clientes da sua loja, mas são públicos bem diferentes.

Agora, se você vai enviar um e-mail marketing para eles, será que vale a pena mandar ofertas de roupas nacionais para quem só compra importadas? Ou mandar uma lista de roupas mais caras para quem você sabe que tem um tíquete médio baixo?

É por isso que a segmentação de público é tão importante. Dividindo os seus clientes de acordo com características que eles têm em comum, você pode entender melhor seus hábitos de compra e fazer estratégias mais efetivas para cada um dos grupos.

A segmentação pode, inclusive, ajudar você a economizar dinheiro. Ao fazer anúncios, cada visualização que não converte uma venda é dinheiro perdido, e isso pode estar acontecendo porque pessoas que não têm interesse naquele produto ou serviço estão sendo impactadas pelos anúncios. Veja, neste vídeo, as melhores práticas para atingir quem realmente tem potencial para comprar com você:

⇒ Aproveite e baixe grátis: Planilha para cálculo de métricas de campanhas digitais

Só que nem sempre segmentar é tarefa fácil. Vamos ver, na sequência, algumas dicas para fazer uma boa segmentação sem crises.

Diversifique as segmentações

É importante lembrar que você pode segmentar o público de acordo com várias características. Se for, por exemplo, criar segmentos de compradores de acordo com o valor que gastam na loja, vai chegar a uma lista.

Mas você pode, também, fazer essa divisão segundo o comportamento do cliente, tipo de produto que consome, sexo, idade etc. E cada segmentação responde a um propósito e gera uma lista diferente, que podem, inclusive, ser trabalhadas em cruzamento, se for preciso.

Faça pesquisas

Uma boa forma de conseguir respostas diretas é fazendo algumas perguntas ao seu consumidor. Você pode questionar que tipo de peça ele prefere, em quais redes socias ele está, quanto ele costuma gastar por compra etc. Tudo o que for conveniente para que você consiga separar o público em alguns grupos pode virar pergunta.

Analise o comportamento

Se você já tem uma estratégia em andamento, como o disparo de e-mail marketing, por exemplo, é bacana começar por aí. Tire algumas horas para analisar o comportamento do público com a ajuda das métricas fornecidas pela própria ferramenta de disparo. Isso, com certeza, vai ajudá-lo a descobrir um pouco mais sobre as preferências de cada cliente.

Crie uma lista ou um grupo

Quando começar a separar seus clientes em grupos, é importante manter uma lista organizada para cada tipo de consumidor.

Ferramentas de e-mail marketing, por exemplo, geralmente têm a opção de criar listas de contatos, assim como o Facebook deixa você segmentar o público de acordo com características em comum, como localização, idade, sexo e interesses.

⇒ Conheça a ferramenta de e-mail marketing UOL HOST.

Mas você pode criar sua própria lista base no Excel e depois incluir nas ferramentas de campanha, com mais facilidade.

Vale lembrar que a segmentação não para, e é importante sempre alimentar suas listas ou grupos com os novos contatos que vão aparecendo, senão tudo vira uma bagunça, hein!