LOGO UOL HOST

Receba por e-mail as novidades e publicações da Academia UOL HOST

LinkedIn - Grupos ou páginas: em qual estratégia sua empresa deve investir

Conheça as duas funcionalidades e entenda a diferença

No mundo dos negócios, o LinkedIn já é uma rede social consolidada. São mais de 380 milhões de usuários cadastrados em mais de 200 países, segundo os dados do próprio site. Só no Brasil, o número de cadastros já ultrapassa os 22 milhões.

Ainda que o Facebook continue sendo a principal rede social em volume de usuários, o foco de ambas é diferente, portanto, a comparação é até um pouco desleal. Enquanto o Facebook prima pelas relações pessoais, o LinkedIn tem por objetivo fomentar relações profissionais, funcionando como uma espécie de networking virtual.

⇒ Leia também: Por que sua empresa deve ter uma página e não um perfil no Facebook

Entre os recursos do site estão três plataformas básicas de interação: perfil, grupo e página. O perfil, como o nome sugere, tem uma característica pessoal – como regra geral, deve ser usado por indivíduos, não por empresas.

Nas páginas e grupos, porém, empresas de todos os tamanhos podem conquistar espaço, promovendo interação e visibilidade.

Essa estrutura faz com que o LinkedIn seja uma importante vitrine e canal de comunicação para as empresas; tornando-se, inclusive, um bom caminho para conquistar novas conversões para o negócio.

Mas, para que sua empresa possa aproveitar corretamente os recursos da rede e utilizá-los de forma bem-sucedida, é necessário compreender bem a funcionalidade de cada um. Então, vamos lá!

As páginas

Fazendo um comparativo simples, a página é como se fosse o “perfil” de uma empresa. Ou seja, é ali que a marca vai se apresentar aos outros membros da rede.

Nesse espaço pode ser compartilhada uma série de conteúdos – textos, imagens, vídeos, e-books, webinars ou qualquer material de relevância para o público –, além de oportunidades de carreira.

A loja virtual Netshoes, por exemplo, usa seu espaço na rede social para todos esses fins. Publica notícias de interesse do seu público-alvo, traz novidades sobre a marca e ainda compartilha oportunidades de emprego.

Conteúdo de qualidade e atualizações com uma boa frequência são itens fundamentais no gerenciamento da página e vão ajudar a conquistar seguidores interessados no que sua empresa tem a dizer.

Também é necessário preparar uma boa imagem de capa e uma descrição completa que comunique aos visitantes as principais ideias e valores do negócio.

As páginas também podem ajudar na estratégia de SEO, então, trabalhar termos e palavras-chave relevantes na descrição fará com que sua página ganhe destaque nos buscadores e também na busca do próprio LinkedIn, facilitando que potenciais seguidores o encontrem.

Para acompanhar a performance da página, o LinkedIn disponibiliza métricas e estatísticas que podem ser analisadas para um desempenho cada vez mais alinhado ao interesse do público, otimizando resultados.

Showcase pages

A partir da criação de uma página para a empresa, é possível criar também as showcase pages. As showcase pages funcionam como “subpáginas”, uma espécie de seção segmentada que destacará apenas uma face da empresa em questão.

Por exemplo, um e-commerce multimarcas de roupas pode apostar em um showcase para cada marca vendida. Assim, os usuários podem escolher seguir e acompanhar apenas as informações de marcas que lhes interessam.

É uma forma de trabalhar de maneira personalizada com um público-alvo mais específico, uma vez que o conteúdo atingirá apenas aqueles efetivamente interessados no assunto.

Nesse sistema, as estratégias para criar uma comunicação direcionada, bem como as possibilidades de gerar conversões e resultados positivos, tornam-se mais práticas e acessíveis.

A Amazon, por exemplo, já implementou esse sistema de segregação. A “página mãe” dá origem às showcases Amazon Payments, Amazon Businesse Selling Services on Amazon.

⇒ Saiba mais sobre esse assunto: Showcases: aproveite a nova ferramenta do LinkedIn na sua loja virtual

Os grupos

Os grupos são canais diretos de relacionamento nos quais é possível reunir uma comunidade interessada em um mesmo assunto, fomentando discussões e debates. Existem grupos das mais variadas áreas e segmentos, que atraem diferentes perfis de usuários.

Em um cenário ideal, os próprios integrantes do grupo tomam a iniciativa de pautar assuntos e começar discussões com outros participantes. Assim, a empresa pode avaliar melhor os interesses e o perfil do público, entendendo suas opiniões e reações em tópicos diferentes.

Quanto à privacidade, um grupo pode ser aberto ou fechado. Enquanto o grupo aberto pode ser encontrado por meio da busca, com seus conteúdos visíveis para qualquer visitante e, consequentemente, conquistando maior tráfego, no grupo fechado, as publicações são visualizadas exclusivamente pelos participantes.

Os grupos são ótimas ferramentas para gerar engajamento e fazer com que novas pessoas comecem a se interessar por sua empresa.

Coloque seu negócio no LinkedIn

O ideal é que o primeiro passo de uma empresa no LinkedIn seja a criação de uma página. É por meio da página de empresa que o negócio começa a “marcar presença” e se tornar visível dentro da rede.

Apostando na página como estratégia inicial, você já conquista um canal para veicular conteúdo e trabalhar a imagem da empresa. Este será o principal ponto de referência da marca na rede, além de ser uma plataforma que pode dar origem a showcases e divulgar grupos.

Caso seu objetivo seja uma comunicação mais interativa ou promover debates com o público-alvo, criar um grupo é a melhor opção. Você pode tanto participar de grupos já existentes, onde seu público-alvo esteja presente, como criar o próprio grupo de sua loja, colocando seus clientes em contato uns com os outros, estimulando a interação entre eles.

No grupo você consegue pautar assuntos relevantes, tanto para o negócio quanto para o público, recebendo feedback direto; além de acompanhar discussões iniciadas pelos próprios participantes.

Você pode participar ativamente de outros grupos, contribuindo com discussões relevantes para sua área de atuação e tornando-se influenciador. Esta é uma boa maneira de despertar o interesse das pessoas no que sua empresa tem a dizer e conquistar novos seguidores.

É importante lembrar que as estratégias de participação da empresa no LinkedIn, tal qual acontece com outras mídias, requerem planejamento para que alcancem bons resultados.

Traçando metas e estruturando as ações, você conseguirá visualizar, de forma clara, como atingir seu público utilizando todos os recursos da ferramenta em seu favor. Participe, também, dessa rede social de negócios!