LOGO UOL HOST

Receba por e-mail as novidades e publicações da Academia UOL HOST

5 dicas para usar os e-mails transacionais com mais eficiência

Apesar do envio automático, é necessário criar estratégias

Conhece a famosa Terceira Lei de Newton, que diz que para toda ação existe uma reação? Pois é, trazendo-a para o mundo do comércio eletrônico, os e-mails transacionais são ótimas ferramentas para comprová-la.

Sabe aquele e-mail que você recebe informando que sua compra foi confirmada ou que a mercadoria já está nas mãos dos Correios? Então, é o e-mail transacional em ação.

Diferentemente das peças de e-mail marketing comercial, os e-mails transacionais são disparados de forma individualizada em resposta a alguma ação do usuário. Por isso mesmo eles têm uma taxa de abertura que chega a ser o dobro da dos e-mails marketing promocionais, segundo pesquisa da empresa de marketing Silverpop.

À medida que a loja mantém o consumidor informado em cada etapa da compra, ela fortalece o relacionamento com seu público. Isso ajuda a transmitir maior credibilidade e segurança, fatores determinantes para que um usuário volte (ou não) a comprar na loja virtual.

Como boa parte das lojas virtuais já usa e-mails transacionais para lembrar um abandono de carrinho, agradecer a inscrição da newsletter ou informar a mudança de status de uma compra, muitas vezes, enviar essas mensagens de forma simples não é o suficiente para fidelizar o cliente. Para que isso seja possível, confira e adote as dicas a seguir:

 Leia também: E-mail de agradecimento: como usá-lo corretamente e obter bons resultados

Use remetente e assunto em português

A princípio, para o e-mail transacional funcionar, o usuário precisa abri-lo. Em meio a tantos vírus espalhados por e-mails, muitas pessoas têm receio de clicar em algumas mensagens. Portanto, configure seus e-mails transacionais de modo que deixe claro quem é o remetente, como “contato”@nomedaloja.com.br”.

O assunto do e-mail também deve ser direto e estar em português. Quem usa a plataforma Magento, por exemplo, sabe que ela já envia e-mails transacionais de forma automática, só que em inglês. Mas você mesmo pode editar os e-mails, isso inclui escrever os assuntos em português, além de inserir artes com o logotipo da sua marca.

Insira logotipo e imagens

Falando em logotipo, é fundamental inserir o da sua marca em todos os seus e-mails transacionais. Dessa forma, você reforça ao usuário a presença da sua empresa. Incluir outras imagens junto ao texto ajuda a descrever a operação. Mas não use imagens incorporadas que aparecem como anexos no e-mail, uma vez que elas podem não abrir para todos os usuários. Para proporcionar uma experiência melhor, prefira usar elementos HTML.

 Baixe e-book grátis: Guia completo: melhores práticas em design para e-mail marketing

Coloque seus contatos na assinatura

Evite, ao máximo, colocar aquela mensagem de “não responda” para o usuário. Parece que você já deu o recado que tinha de dar e, agora, está fechando as portas para ele. Mesmo que a mensagem não demande uma resposta por parte do destinatário, nunca deixe de colocar os contatos na assinatura, como e-mail, telefone e links para fóruns e redes sociais.

Além de oferecer diversos canais de comunicação, você ainda consegue engajar aquele cliente. Para estreitar ainda mais esse relacionamento, sempre envie o e-mail de forma personalizada, chamando o cliente pelo nome.

Ajude os clientes que não finalizaram a compra

Você sabe que o cliente navegou pelo seu site, chegou a pesquisar produtos e até colocou alguns dentro do carrinho de compras. Contudo, ele não finalizou a compra e saiu da sua loja virtual?

 Leia também: 10 detalhes que farão com que o cliente conclua a compra no seu site

Ele pode ter se distraído com alguma coisa na internet ou, talvez, sentiu dificuldade para avançar em seu site. Não importa quais foram os motivos que levaram o usuário a abandonar o carrinho, você precisa tentar resgatá-lo, uma vez que ele esteve bem próximo de comprar.

Nesse caso, procure enviar um e-mail mostrando os caminhos para que ele retorne à sua loja e finalize a compra.

Inclua recomendações de compra

Por mais que os e-mails transacionais sejam automatizados, não delegue essa tarefa apenas para o departamento de TI. Aqui, é fundamental que a equipe de marketing trabalhe junto com essas peças. Sendo um meio de comunicação com bastante abertura, os e-mails transacionais podem funcionar muito bem como ferramenta de marketing.

 No capítulo 6 do Superguia E-mail marketing: tudo que você precisa saber para começar agora, você pode saber mais sobre esse assunto.

Nesse sentido, quando você enviar o código de rastreamento da mercadoria, por exemplo, aproveite para divulgar, por meio de um banner, algum produto relacionado à compra do cliente. Talvez ele não faça a compra no mesmo instante em que receber o e-mail. No entanto, quando ele precisar daquele produto, já sabe onde procurar.

De acordo com relatório da Experian Solutions, empresa norte-americana de marketing digital, os e-mails transacionais podem aumentar em até 20% a receita de uma empresa. Aliás, a pesquisa ainda aponta que sugerir alguns produtos nessas peças é uma das principais táticas para fidelizar os clientes.

Mas não exagere na divulgação de produtos, hein! Os e-mails transacionais não podem perder seu sentido original, que é responder à ação do usuário dentro da loja. Por isso, é recomendável que o conteúdo comercial não ocupe mais do que 20% do corpo dos e-mails transacionais.

Por fim, sabendo que o mundo está mobile, os e-mails transacionais devem seguir algumas regras semelhantes às dos e-mails tradicionais. As peças devem ser amigáveis para todos os tamanhos de tela, proporcionando a mesma experiência para quem abre o e-mail por um PC ou para quem é usuário móvel.

 Leia também: Design responsivo: a palavra de ordem em e-mail marketing

Agora que você já sabe que o e-mail transacional pode ser muito eficiente para engajar seus clientes, que tal reservar um tempinho para configurar sua ferramenta de disparo e adotar essas dicas?

Quem usa a plataforma Loja Virtual do UOL HOST já tem esse recurso à disposição. Quando há um abandono de carrinho, por exemplo, o PagSeguro, que já vem integrado à loja virtual, envia um e-mail lembrando o cliente de concluir a compra.