LOGO UOL HOST

Receba por e-mail as novidades e publicações da Academia UOL HOST

Qual a diferença entre MySQL e SQL Server?

Comparamos os dois bancos de dados para você. Confira!

No mercado de Sistemas de Gerenciamento de Banco de Dados (SGBDs) a linguagem mais comum é a SQL (Structure Query Language – Linguagem de Consulta Estruturada). Basicamente, ela cadastra, acessa e organiza dados em um modelo relacional, formando tabelas. E, como os próprios nomes já revelam, os sistemas MySQL e SQL Server utilizam essa linguagem.

Agora, você deve estar se perguntando quais são as diferenças entre os dois softwares (até o fim deste texto, o seu problema será resolvido). Embora possam executar essencialmente as mesmas funções, eles apresentam algumas diferenças que você deve pesar na hora de adquirir um deles para a sua empresa.

Mas, antes de entrarmos em detalhes sobre cada um dos softwares, vale lembrar que o UOL HOST oferece planos para a contratação de ambos. Confira:

 Banco de  Dados MySQL UOL HOST

 Banco de Dados SQL Server UOL HOST

Então, vamos lá. Conheça, abaixo, as diferenças entre MySQL e SQL Server:

MySQL                                         

A primeira versão do MySQL foi lançada na Suécia, em 1996. Mais de dez anos depois, em 2009, a desenvolvedora de softwares corporativos Oracle desembolsou 7,4 bilhões de dólares para adquirir o banco de dados MySQL. Mesmo depois da compra, a empresa manteve o código aberto, ou seja, o programa é executado como um servidor e possibilita aos usuários gerenciar diversos bancos de dados.

Popular, estima-se que existam mais de 10 milhões de instalações de MySQL pela web mundo afora. Normalmente, a maioria dos provedores de hospedagem já conta com o sistema de gerenciamento de banco de dados instalado, principalmente as aplicações de código aberto. Nesse sentido, o MySQL trabalha muito bem em conjunto com a linguagem PHP. Por isso, não é de se estranhar que o WordPress utilize o SGBD para armazenar e acessar todos os arquivos da plataforma, desde cadastros de perfis até textos e vídeos.

Como o MySQL relaciona dados em duas dimensões (linhas e colunas), trata-se de um ótimo banco de dados para sites de pequenas e médias empresas, como um e-commerce, uma vez que é possível, rapidamente, associar um cliente ao seu histórico de compras, por exemplo. Isso sem falar que esse banco de dados suporta uma grande quantidade de tráfego.

Na prática, o MySQL é muito bom para visualizar, atualizar e salvar dados, além de ser excelente para armazenar datas. Por outro lado, ele apresenta certo grau de dificuldade na hora de excluir e de inserir novas datas.

Para começar a usar esse sistema de gerenciamento de banco de dados, você precisa instalar, de forma gratuita, um servidor e uma aplicação cliente no seu computador. Todo esse processo dura em torno de 15 minutos. Isso porque o MySQL é bem leve em comparação a outros softwares do gênero, pesando cerca de 150 MB. Aqui, vale lembrar que esse SGBD funciona em mais de 20 sistemas operacionais, entre eles, podemos citar Linux, Windows, HP-UX, AIX, Netware e Mac OS X.

 Leia também: MySQL x SQL Server x MongoDB x PostgreSQL ? qual banco de dados escolher?

SQL Server

O SQL Server é um serviço pago. Lançado em 1988, o software pertence à Microsoft e, justamente por esse motivo, ele só roda em sistemas operacionais Windows.

Como já falamos acima, por meio de uma organização de dados em formato de tabela, o SQL Server é muito usado em sites que precisam realizar cadastros e em sistemas de lojas virtuais, nos quais se armazenam informações de produtos, preços marcas, clientes e por aí vai. Entre gigantes que utilizam o software, podemos citar Vivo, Itaú, Amil, Samsung. Mas o SQL Server pode ir além da web, uma vez que ele também é ótimo para criar um banco de dados em sistemas estruturados fora do mundo online.

Aqui, vale citar, também, o case do Banco do Brasil. Ao adotar o SQL Server, a instituição financeira, responsável por acompanhar e gerar relatórios para mais de 150 bancos, conseguiu aumentar a velocidade das consultas de dados críticos em 30%. Isso ajuda a aumentar, também, a entrega de relatórios de riscos do mercado.

Tecnicamente falando, ao contrário do MySQL, o sistema de gerenciamento de banco de dados da Microsoft  não se mostra difícil na hora de inserir ou deletar datas. Quanto à segurança, o SQL Server também sai na frente por possuir uma camada de proteção a mais, a Baseline Security Analyzer, que ajuda os usuários a garantir uma instalação e atualização segura.

Agora que você já viu características e vantagens de cada um dos SGBDs, é hora de fazer uma avaliação para saber qual é mais compatível com o seu negócio.

 O UOL HOST oferece quatro opções SGBDs. Confira!

Ao fazer a contratação desses serviços pelo UOL HOST você tem acesso a suporte técnico 24 horas por dia, nos 7 dias da semana, além da vantagem de realizar o pagamento fixo em reais no fim do mês.