LOGO UOL HOST

Receba por e-mail as novidades e publicações da Academia UOL HOST

Apostar em um negócio da moda: boa ideia ou furada?

Descubra como avaliar se você deveria ou não investir em um segmento que está em alta no mercado

Quem quer empreender está sempre de olho nas últimas tendências do mundo dos negócios. E vira e mexe surgem alguns modelos de negócio, produtos e serviços que rapidamente se tornam moda e caem no gosto popular.

Neste momento, muitos empreendedores se animam e têm vontade de investir tudo o que têm em um desses negócios que parecem estar bombando. Mas como as tendências vem e vão, você pode acabar apostando em algo que pode ser o maior sucesso nos primeiros meses, mas que vai cair no esquecimento do público para sempre, logo depois.

Foi assim com o frozen iogurte, as paletas mexicanas, as locadoras de filmes e outros vários negócios que eram moda há alguns anos e hoje podem até continuar existindo, mas estão longe de ter os mesmos dias de glória que já tiveram.

Mas, então, como saber se um negócio inovador tem chances de ter uma vida longa ou não? Não existe uma resposta definitiva para essa pergunta, mas há alguns parâmetros que você pode analisar para tomar uma decisão mais assertiva na hora de escolher onde empreender e investir bem o seu dinheiro, veja quais são eles.

>> Buscando ideias? Então confira o nosso e-book gratuito com 100 ideias de negócios inovadores para empreender

Entenda seu perfil como empreendedor

Antes de investir em qualquer tipo de negócio é preciso entender qual é o seu perfil enquanto empreendedor. Pense no que você gosta de fazer, que tipo de área de atuação mais lhe agrada e quais são as tarefas que mais gosta de desempenhar.

Se não gosta de trabalhar com alimentação, mesmo aquela ideia de lanchonete que parece ter caído nas graças do país inteiro, provavelmente, não é o melhor negócio para você.

Em qualquer empreendimento é primordial que o empreendedor esteja muito envolvido com o negócio e se dedique ao máximo. Pensar em empreender em uma área ou tipo de negócio que não é a sua cara, só porque está na moda, não costuma ser uma boa ideia.

Estude os produtos e serviços

Um dos pontos mais importantes de uma empresa são os produtos e serviços que ela oferece ao público. Afinal, são eles que pagam a operação e levam dinheiro para o caixa, certo?

Se estiver pensando em criar um empreendimento baseado em algum negócio da moda ou tendência, estude bem que tipo de produto e serviço vai oferecer. Então, pergunte-se: será que isso é algo que realmente veio para ficar ou só está fazendo sucesso porque é novidade e todos querem experimentar? Será que daqui a um mês, um ano ou dez anos isso ainda vai atrair as pessoas? O preço cobrado é interessante para que as pessoas voltem várias vezes?

Se estiver pensando em investir em algo sazonal, tente pensar em outras opções que você possa agregar e que “cubram” as vendas do produto principal quando as vendas caírem.

Por exemplo, se sua intenção for abrir uma loja de raspadinhas, pense que você, provavelmente, venderá bem no verão, mas pode ter uma grande queda no inverno. Por isso, o ideal é que você tenha outros produtos no seu mix, como cafés, bolos e doces, que garantam o seu faturamento, mesmo que as raspadinhas não estejam vendendo tanto.

Analise os negócios que já estão em funcionamento

Na hora que algum produto ou tipo de negócio fica em alta, rapidamente surgem várias outras redes semelhantes no mercado. Mas, com um sucesso tão precoce, fica difícil ter experiências e referências que comprovem que aquele negócio poder dar certo.

Se estiver se baseando em uma moda, estude outras empresas que estão fazendo o mesmo e analise quanto tempo elas estão no mercado e estão tendo sucesso. Faça visitas, pesquise sobre o faturamento, treinamento e processos e busque entender se, de fato, trata-se de um tipo de negócio que tem estrutura para continuar em alta nos próximos anos.

Pense no seu público

Criar um perfil de público-alvo e basear nele suas estratégias e ações é mandatório para qualquer negócio. Quando falamos em um segmento que está na moda, é mais importante, ainda, conhecer quem são os compradores.

É desta forma que você vai poder avaliar melhor se são apenas “curiosos” que estão querendo provar a novidade, mas também consomem outros tipos de produto e serviços semelhantes, ou se são pessoas que podem se tornar clientes recorrentes e fazer o negócio crescer.

>> Conheça o Modelo Canvas e descubra como tirar sua ideia do papel

Pense no seu próprio negócio individualmente

Assim como é importante analisar o mercado e a concorrência antes de empreender, também é necessário estudar sua própria ideia individualmente.

Só porque você está pensando em empreender com algo que está na moda, não quer dizer que sua empresa será igual a outras no mercado. Tente usar o que você apurou na análise de público, produtos, mercado e concorrência e aplique no seu negócio, de forma que possa estar preparado para crises que as outras não estão e oferecer benefícios que mais ninguém oferece.

Independentemente do segmento em que resolver atuar, planejamento é muito importante e pode ajudá-lo a prever se sua empresa terá ou não sucesso e o que você deve fazer para isso.