LOGO UOL HOST

Receba por e-mail as novidades e publicações da Academia UOL HOST

Como vender mais na Páscoa de 2015

É isso mesmo, você não leu errado. Infelizmente a Páscoa de 2014 já passou e a má notícia é que os resultados não foram muito empolgantes para o e-commerce. Mas, como bom empreendedor, você pode encarar esse cenário como um copo meio cheio e começar a trabalhar para vender muito mais no ano que vem.

Apesar de ser uma data comemorativa apetitosa e importante para quem atua no segmento de chocolates, a Páscoa ainda está longe de movimentar o e-commerce nacional como o Natal, Dia das Mães ou Dia dos Namorados.

Um levantamento realizado pelo PiniOn, uma plataforma online de pesquisa de opinião, apontou que apenas 5% dos brasileiros pretendiam comprar chocolates pela internet neste ano. A preferência ainda é por lugares como supermercados e lojas específicas.

Mas vale ressaltar que a data foi fraca para o mercado em geral. Segundo levantamento do Serasa Experian, as vendas no comércio durante a semana de Páscoa (14 a 20 de abril) aumentaram apenas 1,6% em relação a 2013. No ano anterior o crescimento foi de 5,6% no mesmo período.

No exterior, Páscoa faz parte do calendário do e-commerce

Fora do Brasil, o cenário já é mais animador para o mercado eletrônico. Em alguns países, o “coelhinho da Páscoa” chega pela internet.

Nos Estados Unidos, por exemplo, um levantamento do Shop.org, especializada em pesquisas do setor, mostrou que os e-consumidores, nesse ano, pretendiam gastar mais em compras de Páscoa do que aqueles que compram em lojas físicas.

Enquanto os compradores online planejavam gastar, em média, 225,64 dólares, que representa 25% a mais do que eles gastaram na data em 2013, o público geral estimava gastar 137,46 dólares em suas compras de Páscoa - um aumento de 13,3% em relação ao mesmo período do ano passado.

Já no No Reino Unido, as empresas investiram em grandes descontos nos sites. Ovos de páscoa chegaram a ter preços a partir de 0,75 libras (algo em torno de 2,80 reais).

Por lá, a fabricante de chocolates Cadbury, por exemplo, oferecia cupons de desconto para seus ovos, que só podiam ser utilizados em compras online. Em lojas físicas, eles não eram válidos.

Tanto nos EUA como no Reino Unido, smartphones e tablets foram apontados como meios que os consumidores pretendiam usar para fazer suas compras de Páscoa.

Como obter melhores resultados na Páscoa 2015

Se você, como muitos outros comerciantes, não ficou satisfeito com o resultado que a Páscoa trouxe para o seu faturamento nesse ano, prepare novidades para 2015.

Explore outras categorias – invista em itens e categorias que não fiquem restritas apenas a chocolates. Pense em outros segmentos que também podem ser ótimos presentes nessa data, como roupas e acessórios, eletrônicos e flores.

Ofereça vantagens – se os consumidores brasileiros ainda não procuram a internet para comprar seu presente de Páscoa, incentive-o com descontos, boas ofertas e produtos diferenciados. Ele precisa enxergar que comprar em sua loja virtual tem grandes vantagens.

Antecipe a divulgação – informe seus clientes sobre seus produtos com antecedência, aposte em uma boa divulgação por e-mail marketing, redes sociais e se o seu orçamento estiver positivo, uma campanha de links patrocinados. Você precisa chamar atenção para gerar mais vendas.

 

E que a páscoa de 2015 seja muito mais produtiva, certo?