LOGO UOL HOST

Receba por e-mail as novidades e publicações da Academia UOL HOST

15 dados sobre cloud computing que você deve conhecer

Como o cloud computing se tornou uma tendência irreversível, melhor você não passar vergonha quando for discutir o tema com um especialista. A boa notícia é que você não precisa sair como um maluco, navegando pela internet, para se informar sobre esse fenômeno.

Reunimos 15 dados interessantes e surpreendentes que o ajudarão a ter uma dimensão mais completa do que está acontecendo. Saber mais sobre computação em nuvem vai ajudá-lo a tomar decisões importantes para o futuro da sua empresa.

A popularidade dessa ferramenta tem justificativa. Uma das principais vantagens do cloud computing é a economia. Os gastos com o departamento de TI caem consideravelmente, na mesma medida em que diminui a dor de cabeça com a troca de equipamentos, atualização de software ou contratação de mais funcionários para a área. Que tal mergulhar nessa nova experiência? Afinal, o que o futuro reserva para a nuvem?

1 - A adoção de cloud computing cresceu 67% no mundo em relação a 2012, segundo levantamento feito em 855 empresas por North Bridge Venture Partners e GigaOM Research.

2 - A mesma pesquisa apontou que as companhias que apostarem em computação em nuvem vão gastar 158,8 bilhões de dólares no ano que vem, um aumento de 126,5% em relação a 2011.

3 - Das empresas que escolheram essa ferramenta, 54% fizeram isso para ter mais agilidade nos negócios. A escalabilidade foi importante para 54%; e o custo para 48%.

4 - Uma parcela de 46% das companhias afirma que preocupações com segurança e complexidade são os principais freios para a migração.

5 - O software como serviço lidera entre as tecnologias em nuvem e é adotado por 63% das organizações.

6 - A segunda ferramenta mais popular é a infraestrutura como serviço, solução presente em 45% das empresas.

7 - Hoje, a nuvem pública é mais usada, com 39% de adoção, ante 34% da nuvem privada e 27% do modelo híbrido.

8 - Em 2018, a principal nuvem será a híbrida, com 43%. Em seguida virão a nuvem pública, com 32%; e a nuvem privada, com 25%.

9 - O Brasil é o país com maior grau de adoção de cloud computing na América Latina. Esse mercado deve crescer 74% no país nos próximos três anos, de acordo com o IDC.

10 - As empresas brasileiras vão investir 798 milhões de dólares em computação em nuvem até 2015. Em 2013, o IDC estima que os gastos vão somar 257 milhões de dólares.

11 - A adesão ao cloud computing tem subido no Brasil nos últimos anos. Em 2011, 15% das empresas ouvidas pelo IDC haviam aderido. Em 2012, foram 32%. E, em 2013, a parcela foi de 32%.

12 - A preocupação com a segurança ao se adotar ferramentas em nuvem caiu no país, de acordo com estudo da Frost & Sullivan. Em 2011, isso era um problema para 87% das organizações consultadas, mas o índice caiu para 72%.

13 - Embora o Brasil lidere a adoção regional do serviço, ainda estamos atrasados em relação aos países desenvolvidos. Em uma pesquisa feita pela BSA, com 24 países, que representam 80% da indústria de TI no mundo, ficamos na 22ª posição.

14 - Em compensação, o custo dos serviços de cloud computing caiu 50% no Brasil nos últimos quatro anos, de acordo como dados da empresa Matrix.

15 - Segundo estudo feito na USP, com 96 empresas brasileiras, o serviço mais adotado – presente em 62% delas – é o e-mail externo na nuvem com domínio da organização. Em segundo lugar vem a hospedagem de sites, portais e blogs, com 59%. São ferramentas básicas, o que mostra que o uso por aqui ainda pode evoluir muito.