LOGO UOL HOST

Receba por e-mail as novidades e publicações da Academia UOL HOST

Esclareça suas dúvidas sobre design responsivo e invista já nele

O seu site acessado por qualquer dispositivo

É quase inevitável dar uma espiadinha no seu e-mail, nas redes sociais ou nos sites de notícia pelo seu celular, não é?

Todos caminham pelas ruas e escritórios com um smartphone a tiracolo e de olho nas atualizações. Você, seu colega de trabalho, seu melhor amigo, seu familiares.

De acordo com o Ibope, 52 milhões de pessoas no Brasil acessam a internet pelo celular de maneira constante. Se sua loja estiver entre os sites acessados e o endereço não suportar esse tipo de navegação, pode dizer adeus às vendas, ao lucro e aos clientes.

A solução para adaptar seu site a qualquer tipo de navegação (celular, tablets e o que mais vier por aí) e aproveitar o público de qualquer plataforma, seja mobile ou não, é o design responsivo do website.

Ainda não está por dentro dessa tendência? Não tem problema, aproveite para esclarecer todas as suas dúvidas sobre o tema e investir já nessa estratégia! Ela é muito importante e é essencial para qualquer página web.

O que é o design responsivo?

Quando a internet era acessada apenas pelas telas dos computadores, um site podia ser desenhado de uma forma única, pela qual praticamente todo mundo que o acessasse conseguiria navegar perfeitamente.

Hoje, com monitores de diversos tamanhos e, principalmente, com o crescimento do acesso via dispositivos móveis, esse design “quadrado” não funciona mais e é preciso estar atento às novas tendências, e não somente a isso, mas também às tecnologias mais recentes.

O layout de todo site ou e-commerce deve ser construído de maneira que seja adequado a todos os dispositivos disponíveis no mercado. Assim o cliente que acessa pelo smartphone, por exemplo, consegue navegar da mesma maneira que aquele que acessa o endereço pelo notebook.

O design responsivo proporciona a mesma experiência de navegação a todos os usuários.

O Google sabe o que os usuários querem, e você?

Em abril, o gigante das buscas lançou uma nova atualização que revolucionou a navegação web. Conhecida e intitulada por muitos profissionais da área digital de “mobilegeddon”, a novidade trouxe euforia e até preocupação por parte de muitos desenvolvedores, sendo chamada de “bomba das atualizações”.

Os sites que não forem adaptados para smartphones e outros dispositivos móveis cairão no ranking de buscas que prioriza websites responsivos. O que o Google quer é priorizar aqueles que se preocupam e prepararam seus sites para atender todos os tipos de navegação.

→ Saiba mais: Apocalipse mobile: o que muda nas buscas do Google em 21 de abril

Como o site responsivo funciona?

Primeiro, é preciso ter em mente que o site responsivo não é a mesma coisa que uma versão mobile desenvolvida exclusivamente para atender usuários que chegam por meio de determinados dispositivos móveis.

Um site responsivo conta com uma única versão, que se adapta automaticamente às diferentes telas de smartphones, tablets, computadores e outros meios. 

Como isso é possível? Parece magia, mas é tecnologia. Trata-se de um misto de programação e design, arquitetado para que o endereço reconheça as dimensões do dispositivo pelo qual ele está sendo exibido e se adapte automaticamente a ele.

Como descobrir se seu site é responsivo ou não?

O próprio Google disponibiliza ferramentas para descobrir se seu website é compatível com dispositivos mobile. O “Google Webmasters Tools” ajuda a conferir se seu site se enquadra nas diretrizes. Você também pode fazer este teste e tirar a prova.

Quais são as vantagens de adotar esse modelo?

A vantagem mais óbvia é que qualquer cliente, de qualquer dispositivo, vai poder entrar e comprar na sua loja sem que isso afete a experiência de navegação dele. A outra, e não menos importante, é que se seu site não for responsivo isso traz consequências nas buscas realizadas por plataformas mobile no Google, que vai priorizar outros sites (inclusive seus concorrentes) que possuírem páginas web adaptadas às mais variadas dimensões de tela.

Mas há outros benefícios. O design responsivo ajuda no processo de otimização do seu site nos buscadores porque direciona para um único endereço de website da sua loja, o que “não confunde” os robôs dos sites de busca.

Por exemplo, uma loja que conta com a versão original (www.lojadoze.com.br) e com outra para celular (m.lojadoze.com.br) pode ser enxergada pelos buscadores como conteúdo duplicado, e isso pode fazer com que o site seja penalizado nos resultados de busca.

Outro ponto importante é que quando os sites contam com uma versão para cada dispositivo de acesso, o design segue a mesma linha, mas tem alguns pontos que são redesenhados de acordo com cada versão.

No caso do site responsivo isso não acontece.  A experiência é bastante parecida, independentemente da plataforma. Com isso, os visitantes recorrentes se sentirão mais à vontade, pois vão saber, de forma intuitiva, como realizar tarefas já executadas no canal tradicional.

Como posso adotar o design responsivo em minha loja?

Você pode contratar um desenvolvedor para adaptar seu layout a esse formato, mas já existem templates e plataformas no mercado que oferecem esse recurso como padrão, facilitando a adoção. Como a procura é alta, os valores tendem a variar muito, porém fazer a adaptação do seu site para o design responsivo (caso você adote um formato padrão) não é nenhum quebra-cabeça e não leva tanto tempo assim.

Interessou-se pelo assunto? Leia também: Design responsivo: a palavra de ordem em e-mail marketing